Tudo o que você precisa saber para tirar fotos de produtos para loja virtual
Consultoria E-commerce
mulher fotografando produto em cima da cama com luz natural

Tudo o que você precisa saber para tirar fotos de produtos para loja virtual

A fotografia de produtos é uma parte fundamental do processo de vendas de um e-commerce. São as fotos as principais responsáveis por despertar o interesse do cliente ou fazê-lo desistir imediatamente de uma compra.

Por isso, ter imagens bonitas e criativas dos seus produtos é um requisito mínimo para ter uma loja virtual de sucesso e atrair a atenção do público.

Neste artigo você aprenderá como se destacar da concorrência usando a criatividade e aprenderá como tirar fotos de produtos para loja virtual que vão captar o interesse e a atenção do público. Confira!

Porque a fotografia de produtos é tão importante?

Uma fotografa tira fotos de sua coleção de cactos com uma camera profissional

As fotos dos produtos são um elemento crucial da venda e podem contribuir positivamente ou negativamente para que ela ocorra.

Embora a descrição dos produtos seja um importante componente deste processo, na prática, o que percebemos é que o usuário só lê a descrição se a foto do produto for suficientemente atrativa e instigante!

Não adianta ter o melhor produto do mundo se você não souber agregar valor à ele, e um dos recursos utilizados para isso com certeza é a fotografia.

As pessoas comem com os olhos e por isso é tão importante criar imagens que aumentem a fome e a sensação de pertencimento no público.

Para isso é necessário criatividade, conhecimento sobre o público alvo e um celular com uma câmera de boa qualidade.

Para te ajudar nessa importante missão, separamos as 10 melhores dicas de como tirar fotos de produtos para loja virtual

Neste artigo você vai aprender

Fundo Infinito x Fundo Ambientado

Antes de começarmos com as dicas precisamos falar sobre dois pontos importantes. As fotos de produtos são produzidas basicamente em dois tipos de fundo: o fundo fundo infinito e o fundo ambientado.

O que é um fundo infinito?

Emslates coloridos em um fundo infinito branco

Chamamos de fundo infinito os fundos com cores sólidas como o branco, preto, azul… Esse tipo de fundo é o mais utilizado na fotografia de produtos pois proporciona uma visualização nítida do produto com todos os seus detalhes, além de facilitar o trabalho na hora de criar banners, catálogos e outras peças gráficas.

O que é um fundo ambientado?

vidro de esmalte sob revista em cenário feminino

O fundo ambientado é aquele onde o produto é fotografado de forma mais elaborada, geralmente em ambientes com outros objetos, texturas e figuras. Este tipo de fundo ajuda a criar um contexto criativo para o produto tornando a foto mais atraente e gerando engajamento para a marca.

Fundo Infinito x Fundo Ambientado: Qual escolher?

Como cada tipo de fundo exerce funções e resultados diferentes, é necessário responder a algumas perguntas básicas antes de decidir por qual começar.

Qual o destino final das fotos? Onde elas serão utilizadas?

Quanto tempo tenho para investir na produção dessas imagens? 

Caso você esteja montando sua loja virtual, o mais indicado é investir no fundo infinito. Além de ser mais prático e exigir menos esforço e criatividade, o fundo infinito possui um custo de produção menor quando comparado ao fundo ambientado.

Caso sua estratégia esteja focada nas redes sociais vale a pena começar pelo fundo ambientado, caprichando na composição e produzindo fotos mais elaboradas para conseguir chamar a atenção e se destacar.

Como tirar fotos de produtos para loja virtual usando fundo infinito

foto de xícaras com grão de café em um fundo infinito amarelo

Criar um fundo infinito é uma tarefa muito simples, basta utilizar uma superfície de cor sólida como por exemplo uma parede.

Mova uma mesa para frente dessa parede e coloque os objetos a serem fotografados em cima dela, sempre a favor da luz.

Outros itens comuns utilizados para criação de fundo infinito são folhas de cartolina e tecidos.

A regra é a mesma: o tecido ou papel deve ser colocado ao fundo, logo atrás do objeto. A fonte de luz deve ser frontal para eliminar as sombras e destacar o produto.

O branco é a cor mais utilizada no fundo infinito. Porém a cor ideal vai variar de acordo com a cor dos produtos que serão fotografados. 

Usar um fundo branco para fotografar produtos de cor branca definitivamente não é uma boa ideia. Assim como fotografar com fundo preto produtos de tonalidade escura também não trará bons resultados

Esteja atento na escolha das cores do fundo. Utilize cores que contrastem com os produtos fotografados e agreguem valor ao invés de cores que possam atrapalhar a visualização.

Como tirar fotos de produtos para loja virtual usando fundo ambientado

foto de um frasco de perfume em fundo ambientado com flores rosas

Ao contrário do que você pode estar pensando, não é preciso muito para criar um fundo ambientado.

A ideia desse tipo de fundo é criar um contexto para o produto que ajude a despertar sensações e isso pode ser feito de forma simples adicionando ao cenário alguns objetos.

Joalherias costumam usar tecidos e pequenos ramos de flores para despertar no leitor a sensação de finesse e feminilidade. Outro segmento que aposta nesses recursos é o de perfumaria e maquiagem.

Fabricantes de bebidas podem utilizar taças e copos ou criar um ambiente que reproduz uma festa, atingindo em cheio a imaginação do público alvo.

Para criar uma composição criativa para o cenário do seu produto faça uma lista com todas as características dele, quais sensações ele desperta, em que situação ele é utilizado e quais objetos e recursos podem ser usados para fazer essa representação.

Apenas tome cuidado para não exagerar na produção e desviar a atenção do produto para outros objetos.

Concentre seus esforços em tornar a foto deste objeto uma experiência e não somente uma foto. Desperte sensações, aguce os sentidos e gere desejo. 

Se o seu objeto é utilizado na cozinha, fotografe-o em ação! Isso com certeza vai atrair muito mais a atenção do que uma imagem do objeto estático.

Para o vestuário o ideal é ter fotos da peça no formato flatlay e também fotos no corpo da modelo. Lembre-se de variar nos estereótipos e ter modelos que celebram a diversidade!

Luz Natural x Luz Artificial

Não há dúvidas de que a luz é o elemento mais importante da fotografia! Com ela é possível criar dezenas de efeitos incríveis e transformar um produto simples em um produto de alto valor destacando suas características, texturas e cores. 

Existem basicamente dois tipos de luz: a luz natural e a luz artificial. Para entender melhor sobre elas, continue a leitura.

Luz Natural: Vantagens e Desvantagens

A principal vantagem da luz natural é a facilidade de acesso. A luz natural nada mais é que a luz solar, o que quer dizer que a qualquer momento a partir do nascer do Sol você pode estar fotografando seus produtos.

Além de economizar na conta de energia, a luz natural proporciona uma sensação de leveza e tranquilidade às imagens, o que automaticamente as torna muito mais agradáveis visualmente.

A principal desvantagem da luz natural é a falta de domínio que ocorre devido à variação da intensidade do Sol ao longo do dia. Conforme o Sol troca de posição, a luz se torna mais densa ou mais suave, o que pode causar variações nas cores dos produtos.

Como tirar fotos de produtos para loja virtual usando luz natural

Para alcançar bons resultados com a luz natural é importante escolher um horário do dia para fazer os cliques.

Como dissemos antes, a intensidade da luz varia de acordo com o período, sendo a manhã o momento mais proveitoso devido ao fato de que nesse horário a luz é suave e quase não produz sombras. 

Caso não haja a possibilidade de fotografar pela manhã, utilize uma cortina ou um pano branco para filtrar a densidade da luz e torná-la mais difusa.

Lembre-se de posicionar seus produtos a favor da sua fonte de luz natural que pode ser uma janela ou uma porta. 

Em casos onde a luz não incida de maneira frontal, utilize um rebatedor caseiro que pode ser um pedaço de papel branco, laminado ou isopor. Posicione-o a pouca distância do produto e vá ajustando de forma a rebater a luz para a área menos iluminada do objeto.

Faça testes em diferentes horários e ambientes da sua casa para descobrir qual o melhor local e qual a melhor luz para os seus produtos.

Luz Artificial: Vantagens e Desvantagens

Se a luz natural pode ser limitante na questão do manuseio e criação, a luz artificial oferece consistência e versatilidade.

Com um pouco de criatividade e conhecimentos técnicos a luz artificial oferece uma infinidade de possibilidades criativas para seus produtos.

Tudo que não for natural é uma fonte de luz artificial, as mais comuns na fotografia são os softbox, ring lights e flashs,

Com estas ferramentas é possível criar efeitos incríveis apenas utilizando a luz. Este é o caso dos rótulos de vinhos, relógios e outros produtos que possuem superfícies refletivas. 

A luz artificial é muito conveniente para quem não têm tempo de fotografar durante o dia

Com ela não haverá preocupação com a variação de tons já que a intensidade da luz é a mesma independente do período, o que permitirá que você fotografe a noite inteira.

Todavia, a luz artificial acaba elevando os custos com a parte elétrica. Sem contar que para adquirir uma fonte de luz artificial o investimento costuma variar de 100 a até 1000 reais, dependendo da fonte escolhida.

Nem todo mundo dispõe dessa grana para investir, ainda mais quem está começando a sua loja online agora. A solução então é criar uma fonte de luz artificial caseira ou começar com a luz natural.

Como tirar fotos de produtos para loja virtual usando luz artificial

fotos de taças de vinho e uvas com uso de softbox

Fotografar com luz artificial é como fotografar em um estúdio, a primeira recomendação é que você desligue todas as outras fontes de luz que possam afetar o seu trabalho.

Quando o objeto fotografado está muito próximo a fonte de luz suas sombras costumam ser mais marcadas e visíveis. Quando a fonte de luz está mais distante essas sombras se tornam mais suaves e difusas.

A posição da fonte de luz também é um fator muito importante. Na fotografia de produtos a luz geralmente é posicionada acima do produto e elimina todas as sombras.

Porém, caso você tenha uma segunda fonte de luz também é possível utilizá-las posicionando uma em cada lateral do produto.

Essas são as configurações mais comuns, mas nada impede que você teste novas posições e descubra efeitos incríveis.

3 dicas de ouro para tirar fotos de produtos para loja virtual 

Escala

Alguns produtos podem precisar de algum objeto ao lado para passar a real ideia do seu tamanho — como costuma acontecer, por exemplo, com móveis. Mas é preciso tomar alguns cuidados por aqui. Se você não posicionar os objetos da maneira certa em cena, pode acabar passando a impressão errada. Por isso, evite colocar qualquer outro item na frente do seu produto ou, ao contrário, posicioná-lo muito à frente de outros objetos na hora de fazer o clique.

Limpe o produto

É fundamental que antes dos cliques você faça uma limpeza em seu produto. Imagine que na hora de dar um zoom seu cliente veja uma sujeira ou algum dano em alguma parte do seu produto? Pode até parecer besteira e pouco improvável que isso aconteça, mas é melhor prevenir do que remediar. Ninguém quer correr o risco de ver a marca viralizando na internet pelo motivo errado não é?

Use um tripé

Subir imagens tremidas, embaçadas ou sem foco é como assinar o atestado de falência da sua loja virtual. Para que isso não ocorra invista num tripé ao invés de fotografar com a câmera ou celular nas mãos. Mas a verdade é que, mesmo com essa ajuda, ainda pode acontecer de uma ou outra tremidinha passar ilesa na hora de apertar o botão da câmera. 

Por isso, além de usar o tripé aposte também no timer da máquina para que não seja necessário nem mesmo encostar no aparelho na hora de capturar a cena.

Esperamos que após esta leitura você tenha conseguido compreender os conceitos básicos para tirar fotos de produtos para loja virtual e que seus cliques ajudem você a converter cada dia mais clientes.

Tem alguma dúvida ou sugestão? Escreva nos comentários! E não deixe de acompanhar nosso blog para mais dicas e conteúdos sobre e-commerce.

ferramentas para sites
Marketing Digital

Para causar uma boa primeira impressão online, ter um bom site é indispensável. No entanto, ele é mais do que um cartão de visitas virtual e precisa ter boa performance e oferecer uma experiência positiva para todos os usuários que entram em contato. Por isso, estar por dentro das ferramentas para sites é essencial.

Afinal, é muito provável que um novo consumidor antes de comprar em seu site, avalie a presença virtual da empresa antes de fechar a compra. E, para garantir que ele realmente tenha todas as funções necessárias para melhorar a experiência do usuário, há algumas ferramentas para sites que devem ser utilizadas.

Para que você também possa melhorar ainda mais a performance, neste texto a EyAgencia indica algumas dessas ferramentas para sites. Confira!

3 ferramentas para sites que você deve ter na sua empresa

1. Google Analytics

A avaliação de resultados é um dos pontos fundamentais para qualquer tipo de estratégia digital. Através dela pode-se descobrir o que vem dando certo e precisa continuar, como também o que não está indo bem e deve ser modificado.

E para isso, não há melhor ferramenta do que o Google Analytics. Ele é um dos serviços mais conhecidos da empresa responsável pelo maior buscador do mundo.

Com o Google Analytics, você consegue conferir dados como quantidade de acessos, páginas mais visitadas, divisão de público por geolocalização e até mesmo comportamento dos usuários. Juntas, essas informações podem ajudar a planejar os próximos passos tanto do site quanto da empresa como um todo.

2. RD Station

Para estreitar ainda mais as relações com os seus leads através de landing pages profissionais, o RD Station é a pedida certa. Além de conseguir converter no mesmo local as campanhas de e-mail elaboradas, ele também disponibiliza dados referentes aos acessos do seu site.

A famosa ferramenta de marketing ajuda a atrair novos leads e gerir o relacionamento com os antigos — criando um ecossistema de contatos que, através da jornada pelo funil de vendas, podem começar como simples usuários e se transformarem em clientes assíduos e defensores da marca.

Além disso, a RD Station também tem integração com a maioria dos principais softwares de CRM do mercado, o que proporciona ainda mais organização e controle.

3. SEMRush

Enquanto o Google Analytics oferece relatórios com informações a respeito do seu site, a SEMRush é uma ferramenta de SEO que mostra dados não apenas do site da sua empresa, como também dos seus concorrentes. 

Suas funcionalidades ainda permitem que você compare diretamente um site a outro, para que, assim, veja o que seus concorrentes estão fazendo certo — e, consequentemente, saiba o que você também precisa fazer para melhorar seus números.

Outro ponto extremamente positivo da SEMRush — que também é um de seus diferenciais — são as sugestões de SEO dadas pela plataforma. Junto com a análise, ela mostra quais palavras-chave podem ser utilizadas para melhorar o rankeamento do site nos principais buscadores.

A utilização dessas ferramentas para sites podem fazer toda a diferença nos resultados do seu negócio, fazendo com que o ambiente digital seja o mais atrativo possível. Se curtiu este texto e quer continuar recebendo as nossas dicas, não esqueça de seguir a EyAgencia no Instagram e no Facebook.

Copywriting: o que é e como ele pode ajudar a sua empresa
Consultoria E-commerce

Copywriting é o processo de produção de textos que tem como objetivo levar  o leitor a fazer uma ação. Por isso, ele é muito utilizado no marketing digital.  

Um copy bem feito é capaz de aumentar as vendas e a captação de leads de  uma empresa ou e-commerce.  

Quer saber mais sobre o copywriting e como ele pode ajudar a sua empresa?  Então você está no lugar certo! Nos próximos tópicos a nossa equipe vai  responder essa pergunta. Se liga só! 

O que é Copywriting? 

De maneira simples, o copywriting é um texto persuasivo que tem a intenção  de influenciar o leitor a executar uma determinada ação.  

Um copywriting bem elaborado utiliza diversos gatilhos mentais e técnicas,  sendo a principal delas a CTA (call to action – chamada para ação). O objetivo  da CTA é conduzir o leitor para tomar uma atitude, podendo ser:  

• Compra de um produto 

• Inscrição em um site ou newsletter 

• Fazer o download de um e-book 

• Acessar uma página 

• Ler outros posts de um blog 

Por se tratar de um texto persuasivo, muitas pessoas podem acreditar que o  copywriting é elaborado com mentiras e falsas alegações. Mas o objetivo do  copy não é manipular ou levar alguém a cometer um erro.  

O copywriter (profissional que elabora o copywriting) deve buscar desenvolver  bons argumentos para persuadir o leitor, apenas com base na verdade sobre  o tema que está sendo trabalhado no texto.  

Esse estilo de texto é muito utilizado no marketing digital de empresas e e-commerce, principalmente para aumentar a captação de leads e conversão em  vendas.  

Como o Copywriting pode ajudar a sua empresa? 

Como falamos antes, o copywriting é um modelo de texto persuasivo, utilizado  no marketing digital. 

Para te ajudar a entender melhor como ele pode ser usado na sua empresa, a  nossa equipe fez uma lista com as principais formas de utilização do  copywriting, olha só:  

Anúncios: 

Os anúncios tem como objetivo captar clientes e o copywriting é  elaborado para que o leitor tome uma ação, nesse caso a ação é a  compra de um produto ou serviço. 

O copy é uma ferramenta que pode transformar anúncios em verdadeiras  máquinas de vendas

E-mail marketing: 

As pessoas recebem diversos e-mails por dia e acabam excluindo muitos  deles sem nem abrir, é nesse ponto que o copy entra em ação. Um  copywriting com assunto e título atraente e bem elaborado, pode  persuadir a pessoa a abrir o e-mail da sua empresa.  

Página de vendas: 

As páginas de vendas são desenvolvidas para vender um produto ou  serviço, e é exatamente por isso que os seus textos devem ser  persuasivos. 

Sendo assim, o copy é o estilo de texto ideal para essa situação, pois,  quando bem escrito, ele é capaz de provocar o desejo do leitor por aquilo  que está sendo apresentado e gerar um senso de urgência para a  compra. 

Artigos de blog e publicações em redes sociais

Diversas empresas e e-commerce trabalham com marketing de conteúdo  para atrair pessoas até o seu site ou perfil.  

Nesse caso, é possível elaborar artigos e descrições com técnicas de  copywriting para persuadir pessoas a acessarem o site ou seguirem o  perfil social. 

Descrição de produtos em sites: 

A descrição de produtos em sites e e-commerce são extremamente  importantes para mostrar ao cliente as qualidades do produto e gerar um  sentimento de desejo por ele. E mais uma vez, o copywriting pode ser  utilizado com esse intuito  

Como elaborar um bom copywriting? 

Um bom copywriting é desenvolvido com a utilização de diversas técnicas e  gatilhos mentais. As principais delas são:  

• Colocar apenas verdades no texto 

• Usar palavras que possam ser facilmente compreendidas 

• Ser claro e objetivo 

• Fazer perguntas 

• Contar histórias 

• Utilizar números e dados 

• Ter títulos atraentes  

Por se tratar de um estilo de texto que exige muita técnica e conhecimento,  diversas empresas optam por contratar freelancers experientes para elaborar  seus copywriting.  

Os sites mais conhecidos para a contratação desses profissionais freelancers são: Workana e 99Frelas.

E aí? Você já conhecia o copywriting? Tem vontade de usar o copy na sua  empresa? Deixe sua resposta nos comentários! 

Se você gosta desse tipo de conteúdo, deixo aqui este texto do nosso blog sobre a importância das Landing Pages, para enriquecer ainda mais os seus estudos sobre o tema.

Até a próxima!

Sobre o autor:

Sou Vitor Rocha Gonçalves, co-fundador da E-Com Plus. Gosto de escutar música, jogar futebol e cozinhar.

Sobre a E-Com Plus:

A E-Com Plus é uma plataforma de headless commerce focada em performance e experiência para quem compra, para quem vende e também para quem desenvolve. Estamos sempre atualizados com o que há de mais moderno com relação a e-commerce e desenvolvimento web. Resumindo, queremos fazer nossos lojistas e parceiros venderem mais.

Consultoria E-commerce

Saiba mais sobre estas duas tendências de marketing ao planejar sua estratégia de marketing digital para o novo ano.

O mundo digital está em constante mudança, assim como as atitudes e preferências do público-alvo de sua empresa. Portanto uma parte significativa de qualquer estratégia é acompanhar as tendências de marketing digital, indicando uma posição bem-sucedida e se mantendo no topo das últimas novidades.

Entretanto, conhecer as tendências não é suficiente. Você também deve aprender como utilizá-las e aplicá-las com eficácia em seus esforços de marketing digital. Embora a execução possa parecer um pouco assustadora, ela não precisa ser. Aqui, as últimas tendências e como aproveitá-las para ajudar a melhorar sua marca.

1ª Tendência de Marketing Digital: Conteúdo Interativo

A mídia social ainda é a principal avenida para conectar marcas e consumidores em níveis empolgantes e envolventes. Ela mudou para sempre o conceito de ter um relacionamento com uma marca.

Também é verdade que seus clientes querem interagir com você em um nível pessoal; no entanto, eles também estão procurando conteúdo que supere o texto tradicional.

Tendências inerativas

Embora o conteúdo interativo tenha sido uma tendência em rápido crescimento já há algum tempo, é vai continuar em 2022. Assim, você pode ficar à frente de sua concorrência criando materiais de marketing imersivos e criativos. Alguns exemplos de marketing interativo incluem:

  • Questionários, questionários e enquetes
  • Vídeos de realidade virtual em 360 graus
  • Materiais de realidade aumentada
  • Calculadoras interativas

2ª Tendência de Marketing Digital: Marketing Conversacional

Para ajudar a aumentar as relações pessoais entre consumidores e marcas, é uma boa ideia utilizar uma abordagem coloquial. A implementação do marketing de conversação permite que você utilize quase todos os canais para atender às necessidades de seus clientes. Isto inclui e-mails personalizados, chatbots de atendimento ao cliente, vídeos e muito mais.

Se os clientes quiserem entrar em contato com uma empresa, eles não querem esperar dias ou horas para ouvir de volta. Na verdade, 82% dos consumidores esperam uma resposta imediata às suas perguntas.

As pessoas querem o que estão procurando de imediato, mesmo que seja no meio da noite. Se eles não conseguirem obter as informações de você, eles olharão facilmente para a sua concorrência.

Por que usar o Marketing Conversacional?

A implementação de marketing de conversação em seu site eliminará o trabalho de adivinhação. Além disso, irá garantir que seus clientes obtenham exatamente o que precisam enquanto interagem com sua marca. Isto é feito usando um estilo de comunicação focado no diálogo para ajudar a melhorar o engajamento e converter mais leads.

Conforme surgem novas tendências, é importante saber o que são e como você pode usá-las para fazer crescer sua marca e seus negócios. Em alguns casos, estas novas tendências podem exigir que você repense sua estratégia geral de marketing.

Como usar o LinkedIn para promover seu negócio
Consultoria E-commerce

Usar o LinkedIn para promover seus negócios é um desafio, mas, montar um estande em uma feira comercial também é, e é uma maneira maravilhosa de promover sua empresa. Você encontra novos contatos ou potenciais parceiros, faz networking com o pessoal de sua indústria e pode mostrar sua empresa e suas conquistas.

Como usar o LinkedIn para promover seus negócios? 

O LinkedIn não é apenas para quem procura emprego ou recruta. As empresas podem e se beneficiam das soluções de marketing do LinkedIn. A plataforma permite que você se estabeleça em seu setor e direcione seu conteúdo e seus anúncios para aqueles que estariam mais interessados. 

Criar uma estratégia de marketing do LinkedIn pode parecer confuso para aqueles que não estão familiarizados com a plataforma.

Aqui estão as boas notícias: 

Qualquer pessoa pode aprender como usar o LinkedIn para negócios.

As contas de negócios do LinkedIn facilitam a comercialização de sua empresa, oferecendo ferramentas e uma comunidade madura para o intercâmbio. 

Aqui está o que você aprenderá:

  • Por que você deve comercializar no LinkedIn
  • Como usar o LinkedIn para promover seus negócios
  • Como construir estratégias de marketing do LinkedIn 
  • Como criar uma página de negócios no LinkedIn
  • Qual é o melhor conteúdo para postar no LinkedIn?
  • Que ferramentas usar para as soluções de marketing do LinkedIn

LinkedIn Marketing e porque você precisa dele

O LinkedIn tem mais de 722 milhões de membros em todo o mundo. As estatísticas relatam que 27% dos adultos dos EUA usam o LinkedIn. Além disso, em seu Relatório Digital Trust, o Business Insider descobriu que o LinkedIn é a plataforma mais confiável pelo terceiro ano consecutivo. 

O ranking é baseado nas classificações dos usuários de:

  • Segurança
  • Legitimidade
  • Comunidade
  • Relevância
  • Experiência
  • Shareability

Os dados do Business Insider também sugerem que os usuários estão mais receptivos aos anúncios nas plataformas em que confiam. Portanto, faria sentido criar uma estratégia de marketing completa no LinkedIn para que sua empresa capitalize a reputação da plataforma.  Seja como for, usar o LinkedIn para promover seus negócios traz diversas possibilidades e soluções.

As soluções de marketing do LinkedIn também podem ajudar a cultivar mais leads. A empresa informa que 80% dos leads business-to-business (B2B) vêm do LinkedIn, e o LinkedIn direciona 46% do tráfego de mídia social para os sites da empresa. 

Como tirar vantagem e promover seus negócios

Com a crescente audiência e confiabilidade do LinkedIn, as empresas devem tirar proveito da plataforma e estabelecer uma presença. Mas você precisará de uma abordagem diferente para sua estratégia de marketing do LinkedIn para promover seus negócios.

O algoritmo do Linkedin prioriza a relevância e o engajamento. Ele quer combinar os usuários com o conteúdo que eles querem ler, e dá às páginas as ferramentas para fazer isso. 

Você pode direcionar seu conteúdo e atualizações com base no usuário:

  • Habilidades
  • Cargo
  • Educação
  • Indústria
  • Tamanho da empresa

O LinkedIn tem uma atmosfera diferente das outras mídias sociais. Em vez de tentar alcançar um grande público, é melhor apelar para as comunidades de nicho. Outras táticas, como recenciamento ou quantidade de postagens, não importam tanto quanto a relevância e qualidade de seu conteúdo. 

Aprender como usar o LinkedIn para negócios inclui encontrar o equilíbrio entre promover sua empresa e enviar spam a seus seguidores. 

O Diretor Sênior de Gerenciamento de Produtos do LinkedIn, Pete Davies, diz que o lema no LinkedIn é: “Pessoas que você conhece, falando sobre as coisas com as quais você se preocupa”. Use essa filosofia ao decidir quais soluções de marketing do LinkedIn funcionarão melhor para sua empresa. 

Estratégia de marketing do LinkedIn

  • Planeje seu objetivo 
  • Identificar seu público-alvo 
  • Criar um perfil abrangente da empresa 
  • Postar e criar conteúdo relevante
  • Tire vantagem de todas as ferramentas do LinkedIn 
  • Construa sua rede e seja estrategicamente ativo 
  • Envolva seus funcionários
  • Conheça seu objetivo de marketing no LinkedIn
  • Seu objetivo informará sua estratégia de marketing no LinkedIn. 

Pergunte-se:

O que você quer que o LinkedIn faça por seus negócios? 

Você deseja criar uma imagem profissional que ajude na criação da marca? 

Você espera ampliar sua rede? 

Está na hora de expandir sua força de trabalho e você quer novos funcionários qualificados? 

Descubra o que você quer e, em seguida, defina uma estratégia para obtê-lo. Se você está procurando novos contatos, então faça das conexões de construção sua prioridade. Se você quer ser uma voz influente, então escreva um conteúdo envolvente. 

Selecione seu público-alvo

Encontrar seu público alvo é uma prática comercial essencial. As soluções de marketing LinkedIn permitem que você fale diretamente com seu público-alvo. Você pode reduzir seu foco em profissionais em um determinado local ou que tenham um determinado título de trabalho ou conjunto de habilidades. 

  • Como criar uma página de negócios no LinkedIn
  • Acesse sua conta no LinkedIn 
  • Clique no menu suspenso Trabalho, no canto superior direito
  • Selecione o tipo de página que você deseja criar com base em seu negócio
  • Digite seus dados comerciais 
  • Clique em criar página

Há alguns requisitos para estabelecer uma conta comercial Linkedin: a pessoa que cria a página tem que ter um e-mail associado ao domínio da empresa, e a empresa tem que ter pelo menos sete dias de existência. 

Certifique-se de completar seu perfil. De acordo com o LinkedIn, páginas completas recebem 30% a mais de visualizações. Faça a milha extra para sua estratégia de marketing do LinkedIn, e não deixe nenhuma tarefa demorada. 

Escolha imagens convincentes e otimize seu perfil com a otimização para mecanismos de busca (SEO). Mantenha seu perfil atualizado, e não se esqueça de adicionar um crachá do LinkedIn ao seu website e e-mail.

O conteúdo é outra forma importante de melhorar seu perfil, emprestando credibilidade. O LinkedIn informa que são necessários dez pedaços de conteúdo antes que os consumidores tomem decisões de compra. 

  • O melhor conteúdo para o LinkedIn
  • O negócio de seu negócio 
  • Projetos em que você está trabalhando 
  • Recursos, livros, dicas, perguntas e respostas
  • Depoimentos de clientes
  • Prêmios e realizações
  • Tendências e análises do setor
  • Informações sobre sua equipe 
  • Grandes anúncios

Ao elaborar uma estratégia de conteúdo do LinkedIn, você quer decidir o que vai atrair mais o seu público. Você quer se manter atualizado com as últimas tendências? Ou seu público será melhor atendido com um blog detalhado sobre atualizações do setor?

Os Hashtags podem ser uma ótima maneira de fazer com que seu público do LinkedIn invista em sua empresa. Os funcionários da Nike fazem bom uso do #swooshlife para compartilhar atualizações e promover vagas de emprego. 

Vídeos e fotos também vão muito longe, com imagens que oferecem uma taxa de comentários dobrada. Considere olhar para as páginas superiores para obter inspiração. Muitos ganharam por seu conteúdo bem elaborado. 

Use esta oportunidade para se tornar um especialista em sua indústria. Ofereça valor à sua rede aprendendo como usar o LinkedIn para seu negócio de uma forma que sua rede irá apreciar. 

Soluções de Marketing do LinkedIn: Ferramentas a utilizar 

O LinkedIn fornece muitas ferramentas para que as empresas promovam suas empresas. 

Aqui estão algumas ferramentas que serão úteis quando você aprender a usar o LinkedIn para seus negócios. 

  • Histórias do LinkedIn e ao vivo
  • InMail 
  • Grupos
  • Páginas da vitrine
  • Conta Premium
  • Histórias no LinkedIn e ao vivo

Como a maioria das outras plataformas de mídia social, o LinkedIn oferece histórias e opções de conteúdo ao vivo – e elas têm sido bem sucedidas. O vídeo ao vivo recebe 24 vezes mais engajamento.

InMail

InMail permite que você envie mensagens para pessoas que não estão em sua rede. É uma solução de marketing do LinkedIn para direcionar uma pessoa específica com a qual você não tem uma conexão, mas que deseja alcançar. 

Embora seja tentador, não use o InMail para enviar spam aos usuários. Você só recebe uma certa quantidade para usar por mês, e as mensagens pessoais vão muito longe ao usar a ferramenta. 

Grupos LinkedIn

Assim como o networking em uma feira de negócios, os grupos ajudam você a encontrar profissionais ou pessoas com objetivos comuns em sua indústria. Eles podem ser uma ótima maneira de se conectar com pessoas em sua localidade ou com pessoas-chave demográficas. Seja um membro ativo e considere iniciar seu próprio grupo. 

Páginas da Vitrine

Se você quiser dar mais detalhes sobre uma determinada unidade de negócios ou filial de sua empresa, as páginas da vitrine do LinkedIn permitem que você faça exatamente isso. Por exemplo, a Adobe tem uma página principal, bem como páginas de vitrine por suas nuvens criativas, de documentos e de experiência. 

As páginas da vitrine funcionam como uma solução de marketing do LinkedIn para explicar o escopo de sua empresa. 

Conta comercial Premium do LinkedIn

Uma conta premium no LinkedIn não é necessária quando você está descobrindo como usar o LinkedIn para negócios – mas isso vem a calhar. Uma conta premium do LinkedIn para negócios oferece recursos extras como informações sobre quem viu seu perfil, mais oportunidades de InMail e percepções detalhadas. 

Obtenha uma conta social com seu perfil comercial no LinkedIn 

Não se perca no lado comercial do LinkedIn – ainda é uma plataforma de mídia social. Concentre-se nas pessoas, seja dentro ou fora de sua empresa.

Envolva seus funcionários

A defesa dos funcionários é um recurso subutilizado. O LinkedIn descobriu que os funcionários dirigem 30% do engajamento que uma empresa vê. As páginas pessoais do LinkedIn podem ser uma fonte vital de tráfego para a página do LinkedIn de sua empresa. 

Incentive seus funcionários a completar seus perfis e ser ativo no LinkedIn. Quanto mais pessoas estiverem ligadas à página de sua empresa, mais tráfego e interesse você cultivará para sua empresa. Você também pode compartilhar histórias de funcionários na página principal de sua empresa.  

Considere implementar um programa de embaixadores da marca entre os funcionários ou incentive as pessoas a completarem seus perfis com prêmios ou cartões-presente. 

Mantenha-se atualizado com sua rede

O LinkedIn ajuda você a permanecer conectado com as pessoas de sua rede. Certifique-se de estar de olho nos contatos ou clientes. Se você estiver ativo, você poderá ver quando um ativo potencial está procurando um emprego ou um cliente potencial com um problema que sua empresa possa resolver. 

Quando você está comercializando no LinkedIn, uma mentalidade de venda difícil não é tão eficaz. Foco na construção de relacionamentos e no fortalecimento de conexões. 

O LinkedIn é a plataforma mais confiável em mídia social. Essa confiança se traduz em um público mais receptivo. Se você aprender como usar o LinkedIn para seus negócios, você pode construir um seguidor que se tornará cliente convertido, fãs, parceiros e recrutas para sua empresa. 

Crie uma estratégia de marketing específica do LinkedIn que difere de outras mídias sociais. Foco em fornecer valor e direcionar o conteúdo para um determinado público. 

6 Fatores-chave que determinam o tempo que as agências levam para assinar novos clientes
Consultoria E-commerce

6 Fatores-chave que determinam o tempo que as agências levam para assinar novos clientes

Trazer novos clientes a bordo para uma agência nunca é fácil, mas quanto tempo deve levar para assiná-los?

Assegurar um novo cliente não só requer muito tempo e recursos, mas também pode exigir um investimento financeiro significativo. Sua equipe está envolvida em reuniões com prospects, construindo estratégias para eles e, por fim, alimentando o cliente potencial até que eles assinem o contrato.

Na verdade, encontrar novos clientes é o maior obstáculo que as agências de marketing enfrentam: assinar novos clientes com os maiores ponhttps://eyagencia.com.br/estrategias-de-conteudo-para-e-commerce/tos de dor.

É por isso que manter os clientes satisfeitos a partir do momento em que você faz contato é super importante. Afinal, 23% das agências não conseguem atender às expectativas e metas dos clientes, o que pode ser devastador para a rentabilidade de uma agência. Porque apenas 1% de aumento na aquisição e retenção de seus clientes pode melhorar seu resultado final em 7%.

O artigo de hoje discute o processo de vendas da agência de marketing, quanto tempo leva para assinar novos clientes, como você pode acelerar o processo de entrada e manter os clientes satisfeitos ao longo do caminho.

1. Depende das necessidades do cliente

Embora seu cliente esteja procurando uma agência e sua agência esteja procurando por um novo cliente, ambos têm suas próprias expectativas individuais. Tenha em mente que o processo de assinatura de um novo cliente pode impactar o valor médio de sua vida útil.

Se você assina um novo cliente e o embarca corretamente, isso deve criar um relacionamento duradouro em ambos os sentidos. Se você tropeçar na fase de embarque e não passar um novo cliente por seus serviços corretamente, há uma chance de seu cliente abandonar sua agência por outra.

Enquanto você pode querer encontrar um novo cliente e a bordo dele o mais rápido possível, seu cliente pode ter ideias diferentes. Cada cliente será diferente em quanto tempo ele vai gastar considerando seus serviços antes de decidir investir em você, portanto, tenha isso em mente.

Para encurtar o processo de integração, as agências devem aprender o máximo possível sobre os clientes desde sua primeira reunião. É vital divulgar a marca de um potencial cliente e descobrir o seu público alvo. Eles têm algum desafio na mídia social? Que métricas eles usarão para medir o sucesso? Eles estão mais interessados em cliques ou conversões?

Descobrir quais são as expectativas do cliente e os objetivos gerais é a melhor maneira de acelerar o processo de assinatura, uma vez que você pode pregar uma proposta mais cedo. Um Relatório HubSpot de 2018 descobriu que 43% das agências não alocam tempo suficiente para o embarque do cliente, e quase 60% das agências batem em uma parede ao encontrar novos clientes.

A melhor maneira de evitar ser uma dessas agências é realizar uma sessão de descoberta com qualquer prospecto que demonstre interesse em seus serviços.

Realizar sessões de descoberta com prospectos para agilizar as coisas

Uma sessão de descoberta será a primeira vez que você se encontra com um cliente para discutir suas necessidades – mas elas não são apenas para clientes.

Estas sessões também são cruciais para que as agências acompanhem rapidamente o processo de inscrição – é o melhor momento para determinar se o cliente é uma boa opção para você. É mais fácil separar e economizar tempo nesta fase do processo, em vez de gastar milhares de dólares montando uma campanha para a qual eles talvez nunca se inscrevam.

A realização de uma sessão de descoberta pode ajudar as agências a descobrir rapidamente informações sobre o orçamento, as expectativas, os clientes e os pontos de dor de um cliente.

Se um cliente tem um plano de marketing existente, pergunte a ele sobre seu orçamento e expectativas, além disso:

  • O que está funcionando em seu plano de marketing atual? O que não está funcionando? Com o que você está lutando?
  • Quem é a pessoa típica do comprador?
  • De onde vem seu tráfego?

Se eles estão começando uma campanha do zero, leve uma lista de perguntas para a reunião e pergunte-lhes tudo. Isto tornará a vida muito mais fácil quando você construir a proposta e a estratégia deles depois:

  • O que eles querem do projeto?
  • Pode ser uma parceria de longo prazo, ou eles podem precisar apenas de seus serviços para o lançamento de um produto.
  • Qual é o cronograma do projeto?
  • O projeto pode ser urgente, esperado ou programado. Descubra para que você não tenha surpresas.
  • Qual é o orçamento do seu cliente?
  • Se eles têm alguma restrição de custo, agora é o momento de descobrir. Ele o ajudará a construir uma proposta que esteja no ponto e de acordo com suas expectativas (que seja assinada mais rapidamente).
  • Quem são os principais interessados?
  • Com quem sua agência deve se comunicar para manter o processo fluindo? Nada irá bloquear a assinatura de um novo cliente mais rapidamente do que não ter uma linha de comunicação com uma parte interessada chave. Ninguém gosta de ser bloqueado por porteiros.

Em seguida, passe o tempo que for necessário na reunião:

  • Examinar os processos comerciais do cliente
  • Saiba o que o cliente espera de sua agência
  • Fornecer-lhes soluções para seus problemas de marketing existentes ou esperados
  • Construa um roteiro do projeto e seus honorários para que eles saibam o que esperar quando sua proposta chegar à caixa de entrada deles.
  • Encontrar todas essas informações é crucial para acelerar a assinatura de novos clientes e evitar uma barragem de e-mails de ida e volta de sua agência solicitando informações perdidas.

2. Depende da experiência de sua agência.

A experiência de sua agência desempenha um grande papel no tempo que leva para a assinatura de novos clientes. Em geral, as agências estão bastante confiantes (79%) quanto ao fechamento de novos clientes em seu funil: assinar novos clientes com experiência de agência.

Então, que bloqueios de estrada as agências com menos experiência enfrentam? O processo de fechamento. Agências experientes têm mais probabilidade de ter um processo definido para adicionar novos clientes ao seu funil de marketing. Por exemplo, ter um catálogo pré-construído de modelos de propostas, orçamentos e modelos de e-mail à sua disposição pode economizar uma tonelada de tempo para sua agência durante o embarque.

Se você não tiver uma lista de verificação, crie uma e certifique-se de que o ponto de contato do potencial cliente esteja no controle da mesma. A lista de verificação deve incluir as informações básicas necessárias para que a bola role na abertura da conta do cliente como modelos de proposta, para que seu representante da agência possa marcar as etapas à medida que o cliente se desloca pelo seu funil.

Dica profissional: Envie imediatamente a um novo cliente em potencial um e-mail de boas vindas e acompanhe com um telefonema, o mais tardar 24 horas após o contato com sua agência. Os clientes precisam de um problema resolvido, e é por isso que eles entraram em contato com você em primeiro lugar. Se você não responder imediatamente, eles procurarão alguém que seja mais rápido.

3. Depende da indústria do cliente.

Como você sabe, alguns clientes são mais rápidos do que outros a assinar. Tudo depende do setor em que eles operam.

O trabalho de agência está espalhado por uma série de indústrias, por isso é importante estar atento a como cada indústria afetará seu tempo de assinatura: assinar novas indústrias clientes.

Por exemplo, se você está assinando uma agência sem fins lucrativos, eles têm que pular através de cargas de burocracia para mostrar sua separação de tarefas para evitar fraudes e cumprir com as diretrizes do setor. Isto atrasará o processo de inscrição. O mesmo vale para clientes de indústrias como a medial, que lidam regularmente com as normas de segurança HIPAA ou com as leis e finanças que devem aderir às leis PCI-DSS.

A indústria farmacêutica, por exemplo, tem alguns dos regulamentos mais rigorosos. Muitas vezes, sua agência não será capaz de promover diretamente um produto sem violar as regulamentações. As agências devem encontrar novas e criativas maneiras de promover o engajamento e a conscientização de seus clientes farmacêuticos.

Por exemplo, muitas empresas usam a mídia social para impulsionar o engajamento da marca, porém, com um produto farmacêutico, isto é mais difícil devido às exigências ao fazer uma reivindicação para um produto.

Por causa disso, muitos marqueteiros usam campanhas sem marca e de conscientização de doenças para impulsionar o engajamento social.

Isto significa que quando você está tentando assinar um cliente na indústria farmacêutica, eles vão querer uma prova de que você pode apresentar campanhas que não só são engajadas, mas também conformes.

Indústrias como comércio eletrônico e software têm menos probabilidade de ter esses bloqueios, especialmente se forem uma empresa iniciante. Estas indústrias não estão ligadas à burocracia legal ou a uma longa lista de tomadores de decisão encarregados de orçamentos. Isto significa que não há tantos obstáculos para que sua agência possa saltar para fechar um negócio.

4. Depende da comunicação

A comunicação constante e eficaz é uma parte fundamental para trazer um novo cliente a bordo. A boa comunicação não só lhe poupará tempo com expectativas, mas também pode guiar seu novo cliente para o tipo de tempo que sua agência espera que ele venha a bordo.

Passo 1: Estabeleça um ponto de contato direto

Assim que um potencial cliente demonstrar interesse em assinar com você, dê a ele um ponto de contato direto. Isso economizará tempo se o cliente tiver alguma dúvida sobre serviços ou preços, pois pode contatar diretamente seu representante de agência designado.

Passo 2: Estabeleça uma ferramenta de comunicação preferida e um cronograma

Uma vez reunidas as informações de contato de um possível cliente, pergunte a ele qual é seu canal de comunicação preferido. Quer seja e-mail, telefone, Google Hangouts ou Slack, trabalhe com o cliente em seu nível para que uma linha de comunicação seja mantida tão aberta quanto possível.

Em seguida, estabeleça-os em um cronograma de comunicação para que eles saibam quanto tempo você espera que leve para inscrevê-los na sua agência.

Por exemplo, na semana em que você poderia ler “reunião e sessão de descoberta” no diário de seu potencial cliente. E então, a segunda semana poderia ser “finalizar a estratégia e os custos do projeto” e finalmente, a terceira semana poderia parecer como “assinatura final do contrato e início do processo de embarque”. Seu cliente saberá com que rapidez você espera que as coisas avancem, mas também haverá tempo para que ele reveja quaisquer estratégias ou propostas entre os marcos.

Para que um cronograma de comunicação funcione sem problemas, pergunte ao seu cliente:

Quando eles estão disponíveis para serem contatados?

Neste momento, informe também ao cliente quando seu ponto de contato direto estiver disponível. Ter tudo esclarecido desde o início ajudará a facilitar um processo mais suave e rápido quando você estiver passando por estratégias e contratos.

5. Depende da tecnologia que uma agência está utilizando

A pilha de tecnologia de uma agência afetará a rapidez com que um cliente é assinado. Mesmo antes de um cliente ser assinado e embarcado, o tech pode ajudar uma agência a manter-se no caminho certo com listas de verificação pré-formatadas e formulários pré-construídos: assine novos clientes Instapage software.

Se um cliente preenche a documentação necessária usando um formulário pré-construído, ele pode reduzir o tempo que um funcionário levaria para inserir manualmente seus dados em seu sistema. Pode parecer uma pequena vitória, mas cada pequeno hack ajuda a reduzir o tempo de assinatura de um novo cliente.

Pense em qualquer tarefa repetitiva que sua agência faça (por exemplo, e-mails e propostas bem-vindos) e depois considere se ela pode ser automatizada. Se sim, encontre uma maneira de fazer isso e economize uma tonelada de tempo para sua equipe. Você pode configurar novos processos de clientes em uma ferramenta de gerenciamento de projetos como a Trello para que sua equipe de agência possa seguir os passos até que seu cliente esteja no final do seu funil: assine o software Trello para novos clientes.

Como muitas ferramentas de gerenciamento de projetos, Trello pode salvar modelos para que sua equipe possa enviar formulários de inscrição e papelada facilmente. Você também pode salvar modelos para campanhas PPC ou gerenciamento de anúncios no Facebook para que sua agência possa construir uma proposta à velocidade da luz sem perder nenhuma qualidade.

Um processo passo a passo como este assegurará que cada base seja coberta quando você estiver tentando entrar a bordo de um novo cliente. E, como cada passo é formalizado, nada será perdido.

6. Que época do ano é esta?

Você pode não considerar a época do ano um fator, mas ela pode desempenhar um papel no quão rápido – ou lento – os clientes assinam um acordo. Durante o período de férias, por exemplo, as empresas podem estar fora do escritório, o que significa atrasos nas respostas às comunicações por e-mail e telefone. Além disso, com o fim do ano, elas podem já ter gasto todo o seu orçamento de marketing. Ambas são razões legítimas, as perspectivas podem levar mais tempo para assinar um acordo com você.

Contraste que com o início de um novo ano, e o processo de assinatura do cliente poderia ser mais rápido porque as empresas retornam das férias, respondem mais rapidamente às consultas e podem ter mais orçamento a alocar em parceria com uma agência como a sua.

O tempo necessário para assinar novos clientes depende de sua agência.

O prazo de assinatura de novos clientes depende de uma variedade de fatores, mas também é altamente dependente de sua equipe.

Se você está fazendo tudo certo: realizar reuniões de descoberta, confiar no fechamento de clientes e ter uma sólida pilha de tecnologia para automatizar seus processos, você deve estar assinando clientes com relativa rapidez.

Entretanto, não ter um processo estabelecido para reuniões, enviar exemplos de estratégia, ou mesmo ter um atalho para escrever propostas pode arrastar o tempo que leva para fechar um negócio.

Pense em maneiras que sua agência possa automatizar tarefas e agilizar o processo de assinatura de clientes. Não será apenas um passo positivo para sua equipe – seus clientes também terão uma experiência mais suave desde suas primeiras interações com sua agência.

SLA: Como está a sua performance?
Consultoria E-commerce

Você sabe o que é SLA performance? E a hospedagem da Amazon, já ouviu falar? Conhece a Xtech? e o que todos eles têm a ver? Fique atento que eu te conto nessa postagem. 😉

Sabemos que, inegavelmente,  o comércio eletrônico cresceu muito no Brasil.
Portanto, o que antes era visto como “hobby” tornou-se um mercado consolidado e competitivo.

Antigamente os sistemas eram simples, com funções básicas. Contudo, com o crescimento do mercado, foram surgindo as necessidades e a empresa que saia na frente – acrescentando determinada funcionalidade – tinha um diferencial para o lojista.

Conforme estes diferenciais foram surgindo os consumidores ficaram mais atentos quanto à sua escolha.  Desse modo surgiu o SLA.

SLA, traduzido, quer dizer Service Level Agreement, de acordo com a língua portuguesa o termo adotado foi: Acordo de Nível de Serviço.
Este contrato é uma peça fundamental para o seu negócio porque ele vai lhe dar metas quanto ao serviço que está sendo oferecido.

SLA: Como está a sua performance?

Então, a empresa que lhe oferece o serviço de hospedagem, por exemplo, deve trabalhar com “uma porcentagem de serviço mensal”, em suma: deve garantir que o servidor onde sua loja virtual está hospedada tenha uma meta de performance, assim ele deve oscilar ou ficar fora do ar uma quantidade X de tempo.

É muito importante ressaltar que esta meta não quer dizer que o servidor vai ficar fora do ar ou oscilar, na grande maioria das vezes isso nem chega a acontecer, mas é importante ter um parâmetro para caso isto ocorra.

A decisão crucial em todo este processo é escolher uma empresa que atenda esses requisitos, e , portanto, que lhe forneça um SLA com metas justas e que ajude seu negócio a crescer.


O Mundo do Comércio Eletrônico.

 
Visto que o comércio eletrônico cresceu bastante e se firmou como uma das maiores formas de negócios, era de se esperar que muitas plataformas de comércio eletrônico surgissem.

Então, se antes eram algumas empresas que lhe forneciam a plataforma de comércio eletrônico, hoje em dia são várias! E cada uma delas oferece uma função diferente, algumas mais arrojadas, outras mais básicas… Portanto, como avaliar o que é melhor para a sua empresa?



Primeiramente você deve levar em consideração a hospedagem de sua loja virtual. Ter uma loja disponível na hora em que seu cliente precisa, é importante para suas vendas, isto lhe dá credibilidade.

Entretanto, as plataformas de comércio eletrônico, utilizam os servidores de uma segunda empresa para hospedar as lojas de seus clientes.
Nesse sentido, estar atento a empresa que hospeda as lojas da plataforma escolhida é importante.

Qual plataforma?  Qual empresa de hospedagem?

Uma das plataformas de comércio eletrônico que vem se destacando no mercado, atualmente, é a Xtech. Além de fornecer inúmeras ferramentas, para diversos segmentos de negócio, a hospedagem das lojas virtuais estão alocadas na Amazon.

A Amazon ganhou destaque, nos últimos anos, como uma das melhores empresas de hospedagem. Ela traz servidores com boas perfomances, autonomia para quem administra o servidor e o principal: um SLA de excelência.

A união da Xtech com a Amazon, lhe possibilita estabilidade para vender o seu produto.

Unir o útil ao agradável lhe dará a tranquilidade que você precisa para gerir o seu negócio.

Visite o site da Xtech, clicando aqui.

Conheça mais o nosso blog, clicando aqui.

Consultoria E-commerce

Você certamente já ouviu dizer que a propaganda é a alma do negócio, certo? No entanto, nem sempre a propaganda faz um bom trabalho sozinha! E essa ressalva é especialmente verdadeira no momento em que vivemos, com os consumidores se tornando cada dia mais seletivos.

Hoje, uma boa divulgação vai além de simplesmente tentar empurrar produtos aos potenciais clientes. Nesse cenário, a divulgação é, acima de tudo, uma forma de atrair pessoas interessadas pelo negócio.

E não tem mistério: quando se trata de atrair o interesse dos consumidores, uma estratégia de marketing digital completa traz grandes benefícios.

Confira a partir de agora as maiores vantagens proporcionadas por esse investimento!

Visibilidade para a Marca

Outra frase bem marcante no mundo dos negócios diz que quem não é visto não é lembrado. O detalhe é que, nesse caso, não há ressalvas. Afinal de contas, entre centenas e mais centenas de lojas virtuais por aí, se você não der um jeito de se destacar, suas vendas já eram.

É por isso que um dos maiores objetivos do marketing digital é dar visibilidade ao e-commerce, fazendo com que as pessoas conheçam sua loja virtual e o que ela vende. Mas atenção: alcançar uma boa visibilidade depende de uma série de estratégias. Para conhecer algumas, basta continuar com a leitura!

Alcance de Novos Mercados

O limite territorial imposto a uma loja física resulta em vender para um público igualmente restrito. No e-commerce, porém, as coisas são diferentes. Nesse caso, você pode alcançar novas audiências com certa facilidade, quebrando essa regra que, com certeza, impediria seu negócio de crescer.

Sabia, por exemplo, que as vendas internacionais crescem a cada dia? Assim, é mais que possível expandir seu e-commerce para abarcar mercados inexplorados, levando para outros países seus produtos especialmente únicos. O que acha da ideia?

Aumento das Vendas

Uma vez que as barreiras geográficas já não são mais um problema, as vendas podem crescer exponencialmente. Para isso, basta que providencie a infraestrutura necessária para atender às demandas de pedidos. Com o planejamento adequado, você pode escalar o faturamento da sua loja virtual, diversificar seu mix de produtos e agregar soluções que destaquem sua marca no mercado, consequentemente levando à fidelização de clientes.

Retenção de Clientes

Por falar em fidelização, o marketing digital também é excelente para reter clientes. Com ele, você mantém uma comunicação próxima e segmentada com

seus consumidores, fazendo com que se lembrem frequentemente que você está lá para suprir todas as suas necessidades, sempre com produtos de qualidade.

O uso de estratégias de inbound marketing e marketing de conteúdo aumentam o engajamento, desenvolvendo relacionamentos mais duradouros. E isso se reflete em um maior aproveitamento dos investimentos feitos ao longo do tempo.

Ficou claro que, se você quer tornar seu e-commerce conhecido e vender mais, é preciso divulgar? Então confira na sequência como selecionar os melhores canais e quais estratégias usar.

A Seleção dos Canais de Aquisição de Tráfego

O principal objetivo da sua estratégia de marketing para loja virtual deve ser atrair tráfego para que as pessoas conheçam seus produtos e desenvolvam interesse por eles. E é para isso que servem os canais de divulgação!

Você provavelmente já sabe que, na internet, são diversas as plataformas disponíveis para divulgar produtos e serviços, não é mesmo? Mas será que você precisa estar em todos esses canais? A resposta não poderia ser mais direta: não! Na verdade, quanto mais canais você tiver, maior será o trabalho de manutenção da sua imagem, o que pode tirar o foco do que realmente importa. O melhor, assim, é identificar quais canais são mais relevantes e têm maior potencial para atrair tráfego para seu e-commerce. Veja o que fazer!

Defina seu Objetivo

Na prática, cada canal tem um objetivo. As redes sociais servem para gerar engajamento e direcionar tráfego para o site, os blogs têm o intuito de atrair interesse, educando e direcionando a audiência para a loja virtual, as landing pages se propõem a converter visitantes em leads e assim por diante.

O segredo está em saber que, dependendo do seu objetivo com o marketing digital, deve escolher um determinado mix de canais. O importante é que as plataformas selecionadas consigam suprir essa necessidade, ajudando-o a conquistar seu objetivo.

Conheça seu Público

Acha que parece que vender pela internet é vender para todo mundo? Não se engane, porque isso nem sempre se mostra verdadeiro, ok? Se você quer otimizar seus investimentos em marketing, foque seus esforços naquelas pessoas que têm real interesse no que você oferece e que detenham o poder de decisão.

Você pode ter um adolescente que está sonhando com um tablet novo como visitante do seu site. Entretanto, quem vai ou não fechar a compra provavelmente não será ele, mas sim seus pais. Por isso, por mais que o jovem seja um influenciador no processo, são os pais que tomam a decisão. Assim, seu marketing deve ser direcionado a eles!

Além de saber exatamente quem quer atrair para seu e-commerce, você precisa conhecer a fundo esse público. Explore seus comportamentos de compra, os sites que visitam, os produtos que procuram, com que frequência fecham negócio pela internet e que dificuldades estão tentando superar, entre outros aspectos comportamentais. Quando você conhece de verdade o comportamento do consumidor, consegue oferecer exatamente o que ele precisa no momento certo, tornando suas estratégias de marketing mais assertivas.

Mantenha o Foco

Você precisa estar onde seu público está! Não adianta dispersar seu orçamento de marketing em dezenas de canais sem saber se sua audiência está por lá ou não. Ainda vale lembrar que alguns canais já estão perdendo força, fator que deve ser levado em consideração.

Esse é o caso de redes sociais como o Pinterest, que possuem muitas contas abertas e pouca movimentação. Concentre-se naquelas plataformas em que seu público parece se sentir bem, interagindo com frequência, pois é lá que você conseguirá atrair um número maior de visitantes para sua loja virtual!

Resumindo nossa conversa: selecione os canais que direcionarão tráfego para seu site, escolha as redes sociais com maior potencial de audiência para seu e-commerce, invista em estratégias de marketing digital que gerem tráfego orgânico, além de segmentar sua audiência para construir mensagens assertivas.

Este material foi escrito e cedido pelo time de marketing da Escola de E-commerce.

Porque-contratar-uma-agência-para-sua-loja-virtual (1)
Consultoria E-commerce

Porque contratar uma agência para sua loja virtual? essa é uma pergunta frequente no e-commerce. Primeiramente para principiantes, para sua loja obter vendas precisa esta sendo vista com bons olhos pelo Google, ele sim vai alavancar sua loja virtual. Vamos explicar melhor!

A agência que você irá contratar vai estudar seu seguimento de vendas, seu público tornando um funil exato para seus clientes, pessoas que realmente estão procurando o que você está vendendo.
O Google procura conteúdo, links, formando um circulo envolvendo tudo em torno de, busca de palavras chaves, publicações, texto e fotos, tudo o que for orgânico é bem visto.

Ainda com duvida do porque contratar uma agencia para sua loja virtual? aqui estão alguns dos serviços que uma agencia deve aplicar para sua loja virtual ficar bem vista aos olhos do Google, confira!

Porque contratar uma agência para sua loja virtual?
  • Otimização para sites de busca
  • Campanha nas Redes Sociais
  • Geração de conteúdo
  • Reviews de seus clientes

O QUE É FEITO?

FACEBOOK ADS

Venda de serviços e produtos aumento de alcance de suas
publicações e conteúdo geral de sua fan-page, aumento da
base de fãs da sua empresa.

SEO OTIMIZAÇÃO PARA SITES DE BUSCA

É o conjunto de técnicas e estrategias utilizadas para melhorar
o posicionamento e a visibilidade do site nas ferramentas de busca.

INSTAGRAM ADS

Vendas direcionadas ao seu publico alvo, como instagram ADS
aumentando suas vendas rapidamente.

GOOGLE ADS

Vendas em rede de pesquisa e display, seu anuncio direcionado
para quem esta realmente procurando, relatórios completos de campanhas.

INBOUND MARKETING – BLOG

É o conjunto de estratégias que convertem clientes, o Inbound Marketing
baseia-se no relacionamento de pesquisa do consumidor, usando estratégias
como Marketing de Conteúdo e Automação de Marketing, todos ligados a sua loja virtual.

Para tirar todas suas dúvidas confira nossos conteúdos e siga uma estratégia para sua loja virtual, ou entre em contato com a agencia e saiba mais o Porque contratar uma agência para sua loja virtual, temos profissionais qualificados para cada serviço necessitado na sua loja virtual. CONFIRA!

Consultoria E-commerce

Primeiro de tudo para entendermos a diferença entre Marketing Digital e Marketing Tradicional, é importante entendermos o que é marketing. Muitos confundem essa emissão de comunicação a publicidade. Contudo, são áreas distantes uma da outra. Portanto, publicidade procura a construção de um classificação a imagem da marca. O marketing por si só, se mostra o principal parceiro da área de vendas. Com recursos, ele é essencial na elaboração de estrategias para vendas, considerando o publico-alvo. O objetivo do marketing é gerar valores satisfatórios para o cliente, gerando lucros para ambos os lados. No caso de um gestor de marketing suas atividades exerce um campo bastante grande. Vem desde a definição de estratégia até o estudo do mercado, como vendas, pós-venda e publicidade etc… Para aqueles que estão entrando no mercado do marketing. Nesse artigo tentaremos esclarecer um pouco sobre a diferença entre Marketing Digital e Marketing Tradicional.

Marketing Digital:

No entanto, com pouco tempo no mercado o marketing digital vem tendo bastante crescimentos, em grandes principalmente em micro empresas. Pelo fato de ser feito online o marketing digital tem muita relevância na adaptação das necessidades da empresa. Portanto, com o a internet cada vez mais presente em nossas vidas. O marketing digital vem trabalhando com as principais características que conectam o publico a empresa. Alcançando cade vez mais publico o marketing digital ajuda a alcançar publico muito mais distante. Sempre de forma direta, e no seu devido tempo. O digital avança junto com o avanço da internet e os conteúdos que ela oferece, por blog e redes sociais. Além do ser muito versátil com bastante recurso. Ele não exige um orçamento alto, podendo ser feito por empresas de todos os portes.

Diferença entre Marketing Digital e Marketing Tradicional

Sendo assim, podemos ver uma das diferença entre Marketing Digital e Marketing Tradicional. Além de ser uma plataforma de fácil acesso, e um custo baixo. Ganha cada vez mais espaço no mercado com as micros empresas. Oferecendo mais conteúdo ao publico por um preço mais baixo do que o marketing tradicional. Podendo ser exercido pelo próprio proprietário da empresa.

Marketing Tradicional:

O tradicional tem seus métodos de comunicação associada. Comunicações de jornais, outdoors, televisão, rádio entre outros. São alguns dos exemplos do marketing tradicional, que se passa geralmente na interrupção de alguma atividade exercida de seu interesse. Com o intuito de passar uma mensagens do produto ou campanha. Mas correm o risco de não passar a mensagens na hora certo. Fazendo que o consumidor não preste a atenção ou não se interesse pela mensagem.

Isto acaba fazendo parte de um funcionamento interno da empresa com influencia dos colaboradores. Por conta da ajuda de publicidade e do marketing direto, envolvendo o cliente final. Portanto, esse marketing direto trabalha com matérias físicos como jornais, folhetos ou algo do tipo. Porém, essa ferramenta acaba saindo com custo bastante alto. Contudo, não deixa de ser um complemento para qualquer tipo de marketing. Tendo conhecimento de seu publico, sabendo buscar nos lugares certo, só tem a somar para sua empresa.

Conheça mais sobre nossos serviços, acessando nosso site EyAgência.

Dicas de SEO para melhorar o ranking do seu site
Consultoria E-commerce

SEO é uma ferramenta de otimização que visa a classificação das paginas de busca do Google. Utilizando técnicas e estratégias especificas, faz que seu site cresça na classificação de buscas na web. segue aqui algumas dicas de seo, possibilitando mais trafego em seu negócio. Contudo, para aqueles que querem maior publico a sua empresa, não basta só estar presente na internet. Tenham em mente que você precisa seguir algumas dicas de SEO para melhorar o ranking do seu site. Portanto, fazendo que alcance as primeiras páginas do Google. Seguindo as dicas e fazendo um SEO excelente, você tem mais chances de ter um maior desempenho ao seu site. Com a concorrência digital aumentando cade vez mais, você deve se manter sempre atualizado. Pois então, veja algumas das nossos dicas a baixo!!

Conteúdo para o SEO

Apresente um conteúdo de qualidade em seu artigo, uma das dica mais importante no SEO. Portanto, desenvolva um texto de no mínimo 300 a 500 palavras. Lembrando que o conteúdo tem que ser relevante ao seu título. Contudo, tenha um artigo versátil de fácil leitura. Mas sempre visando a busca do leitor referente ao titulo. Assim ele permanecera em seu site, o que eleva sua classificação no Google. Procure não cometer erros ortográficos, também escreva o mais legível possível.

Palavra-Chave no Desenvolvimento 

Ter a Palavra-Chave no titulo e URL do artigo, ajuda ao leitor a identificar o conteúdo. Entretanto produza um texto que apareça no mínimo três vezes sua Palavra-Chave. Faz que o Google entenda que sua Palavra-Chave é a mais relevante na página. Porém, cuide para não se exceder ao aplicar a Palavra-Chave, caso contrario o Google pode identificar como spam. Sendo assim, faz que perca relevância na web. Portanto siga cuidadosamente as dicas de SEO para melhorar o ranking do seu site.

Imagens e legendas 

Ilustre ao longo do artigo imagens referente ao assunto. Realizando essa dica você pode conquistar o leitor por apresentar um artigo dinâmico deixando mais claro o assunto. Importante saber que ao por uma imagem em seu artigo, você pode estar botando sua palavra-chave em seu título e subtitulo. Importante lembram que é uma dicas de SEO para melhorar o ranking do seu site.

Descrição do Post

A descrição do post, podemos se referir á ela como uma brevia do artigo que é exibida a baixo do titulo nos resultados de busca do Google. Pois bem, ela deve ser um resumo curto com um máximo de 160 caracteres, mas que mostre com clareza o que se fala no post ou artigo apresentado. Além de deixar mais claro o tema do seu artigo, a descrição faz que chame mais atenção do publico-Alvo.

Adicione links ao texto

Outra dicas importante de se ressaltar é sobre incluir links de seu site no decorrer do desenvolvimento do artigo. Que no entanto, ajuda a ganhar mais acesso as suas paginas internas, além de influenciar na classificação das informações contidas na pagina.

Consultoria E-commerce

A Plataforma para loja virtual é responsável pelo gerenciamento e visualização da loja virtual.
E vamos mostrar os 5 primeiros passos para seu site aparecer no Google como:  Criação e gerenciamento.


A  escolha de uma plataforma

A difícil escolha de uma plataforma para loja virtual que seja adequada
ao perfil do negócio é um dos passos mais importantes para o sucesso de
uma loja virtual.
A decisão certa ou errada, pode ser a chave para o sucesso ou o fracasso.

Tenha muita atenção aos 5 primeiros passos para seu site aparecer no Google e não pense que no
meio do caminho seja simples o processo de troca de plataforma.
Portanto invista seu tempo e conhecimento na fase inicial, a escolha do sistema.

Enviar um sitemap de seu site ao Google

Primeiramente que é um sitemap?

Sitemap é um arquivo que lista todas as páginas já criadas e que está ativas em seu site com a data
da ultima atualização, frequência das alterações da página URL’s relevantes.
Atuando como um mapa de todo o seu site.

Para criar seu sitemap você pode usar muitas ferramentas grátis, usando apenas a URL do seu site
e o processo é feito automaticamente.
Experimente essas ferramentas que já foram testadas e aprovadas:

– Online XML Sitemap Generator Free Online
– Google (XML) Sitemaps Generator
– XML Sitemaps Generator

Criar uma conta no Google empresa

Para criar uma página para sua empresa no Google+ escolha uma categoria na qual seu negócio se adéqua
como lugar, produto, marca, empresa, etc.
É muito importante que você preencha os dados corretamente na sua página, para que seus seguidores e
potenciais clientes possam te encontrar mais facilmente na rede social.

Configurar uma meta name e meta descrição em seu site

Existem algumas técnicas para o seu site aparecer no Google, e duas delas são essenciais: a criação de títulos de
páginas precisas e a utilização de Meta Tag descritiva. A Meta Tag nada mais é que o resumo do texto que irá
na página do seu site, contendo as palavras-chave.

É muito importante que o titulo do conteúdo que você ira desenvolver para o seu site seja muito bem pensado.
Ele deve transmitir o que o seu público alvo procura, de forma simples.

Criar uma fãnpage do Facebook para sua empresa

O Facebook tem mais de 70 milhões de usuários cadastrados no Brasil, sendo que o país possui um pouco mais
de 90 milhões de pessoas que acessam a internet todos os dias, estima-se que de cada 5 internautas,
4 tem cadastro na rede social.

Crie um perfil para se conectar com seus amigos. Uma Página serve para mostrar o seu negócio, conseguir fãs
e interagir com eles, pois criar uma Página no Facebook é muito fácil e gratuito.
Páginas permitem um número ilimitado de pessoas que você pode adicionar.
Os perfis pessoais têm um limite de 5.000 amigos. Com as Páginas você pode adicionar um número ilimitado
de pessoas que podem se tornar futuramente em potenciais clientes.
Os perfis ainda contam com as informações pessoais, como fotos de aniversários de família ou de seu animal
de estimação. Nas Páginas, há somente conteúdo estratégico sobre seu negócio.

DICA: Não misture conteúdo pessoal com profissional, você corre o risco de afastar os seus clientes em potencial.

Consultoria E-commerce

Com os brasileiros cada vez mais comprando pelas lojas virtuais, é ideal que sua empresa trabalhe com formas de pagamento online efetivos.
Encontrar a maneira correta de oferecer a possibilidade de pagamento adequado para seu cliente pode ficar um pouco confuso, entendendo as necessidades da sua empresa e as exigências do seu cliente facilitará esse processo.

O consumidor não esta procurando apenas o preço baixo, o consumidor também busca segurança e confiança em suas compras online.  A escolha de compra do cliente pode estar na escolha da forma de pagamento mais comodo e seguro para ele!
Para que você saiba qual a melhor forma de pagamento para uma loja virtual, a primeira coisa a ter consciência que não existe um melhor ou pior método de pagamento. Privacidade do pagamento, taxas de serviço, e credibilidade do pagamento são alguns fatores iniciais que levadas em conta sua escolha.
Veja algumas dicas a seguir para decidir a melhor opção para o seu negócio!

Qual a melhor forma de pagamento para uma loja virtual

1. Entenda seus clientes

Estudar seu clientes para saber de que maneira eles preferem pagar pelos seus produtos. Se eles preferem parcelar suas compras, se os seus clientes são usuários seguros a fornecer seus dados na internet.
Não adianta pensar em um forma de pagamento que custará pouco para sua empresa se o seu clientes não tem o costume ou não se sente seguro em usá-lo. Conheça o histórico de como seus clientes se comportam no fechamento de suas compras, isso facilitara sua escolha.

2. Conheça seu serviço

Você precisa de acesso rápido ao dinheiro para fornecer o seu serviço, o seu volume de vendas, se você tem possibilidade de estocar seu produto até que o pagamento seja confirmado. Apos implantar um método de pagamento online, entenda a dinâmica do seu serviço para que não ter surpresas futuras em seu fluxo de caixa.

3. Pesquise as taxas de cada método

E muito importante pesquisar as variedades de taxas e custos associados a cada forma de pagamento.
Isso é incluído no custos de instalação, manutenção, mensalidades, taxas por transação, e ai por diante.
Por isso a importância de você analisar qual instituição financeira que vai te oferecer o melhor custo/benefício
antes de tomar sua decisão!

Opções de pagamento online

As principais formas de pagamento online no e-commerce brasileiro são o cartão de crédito, boleto bancário e o PayPal. O cartão de crédito é o mais usado, permite parcelar as compras e tem a compensação do pagamento mais rápida. Porém, o repasse do valor é demorado e a instalação pode vir a ser burocrática. Temos também o boleto bancário, bastante usado no Brasil, por ser considerado mais seguro pelos clientes o cartão de credito possui as menores taxas. No entanto, sua confirmação do pagamento é lenta. Já o PayPal  bastante usado no mundo, ainda uma novidade no Brasil. Com o paypal você pode sacar o pagamento realizado a qualquer momento, porem sua taxas podem ser maiores que as das outras opções de pagamento.

Consultoria E-commerce

Muitas pessoas ainda tem medo de fazer compras pela internet, e de usar
intermediadora de pagamento. O paypal vem para mostrar que e seguro e confiável
fazer uma compra ou venda pela internet. Vamos tentar explicar de modo que você
entenda o que éPaypal e como funciona.

Para quem ainda não conhece o PayPal, e uma intermediadora de pagamentos on-line
simples e segura de usar, basta criar uma conta gratuita no sistema, informar os
dados de seu cartão de crédito, Visa ou Mastercard, é possível também cadastrar uma
conta bancária do HSBC, Itaú, Santander e Citibank para compras em sites brasileiros.
Somente o usuário do programa vai ter acesso a informações do cartão de crédito e da
conta bancária, nem mesmo o vendedor vai ter acesso a essas informações. Outras garantia que o
usuário tem e que, se ele não receber o produto, ou, algum pagamento indevido, o cliente terá
seu dinheiro reembolsado.
Em sites brasileiro as compras são gratuitas, mas já em site do exterior haverá cobrança, devido a
conversão da moeda ou imposto.

O que é Paypal e como funciona?

Você pode usar as seguintes formas de pagamentos, Cartão de credito, Saldo paypal,
pagamentos com a conta bancaria e cartão pre pagos. O PayPal ainda não trabalha com a opção
de pagamento via boleto bancário. Em um futuro próximo, essa opção será incluída nas formas
de pagamento, facilitando ainda mais as suas compras e vendas.
Com a sua conta já criada, você pode melhora seus negócios, recebendo dinheiro,
de vendas, pagamento de serviços, com o dinheiro em sua conta, você realiza
pagamentos por meio de débitos.

O paypal se destaca logo que é aberto, na primeira tela, aparecerá as últimas transações
realizadas em sua conta, isso para quem precisa fazer uma consulta rápida sobre algum pagamento
que não lembra o destinatário, caso queira olhar com mais detalhes os pagamentos e recebimentos
da conta, basta tocar em “Exibir tudo”. Para os consumidores on-line, ter uma conta no Paypal é
extremamente vantajoso e agora que já sabe o que é paypal e como funciona, é só se cadastrar e
fazer suas compra com facilidade e segurança.

Consultoria E-commerce

Conteúdo para e-commerce

O raciocínio que baseia a estratégia de conteúdo para e-commerce
é apresentar o máximo possível de informações sobre o assunto, o negocio,
o nicho de mercado, os meios de pagamentos, e explicar o que
for necessário, par que a pessoa não tenha de sair do ambiente
da loja. Quem compra quer ter um capricho, ter gente para ”arrumar
a vitrine”, preparar tudo para vender. Quando as vendas estão fortes,
porém, esse tipo de preocupação fica em segundo plano. Com o
amadurecimento do mercado, esses aspectos ganham importância.

Estratégias de conteúdo para e-commerce

Vamos começar com base em 4 pilares que são:

–CONTEÚDO SEMÂNTICO: é aquele que descreve o produto ou loja
virtual como são realmente. São usados nas paginas dos produtos,
com informações técnicas como tamanho, peso e medidas. Também
descrevem funcionalidades, por exemplo, ”ideal para casa de praia
ou campo”. O conteúdo semântico também é o que descreve
características das lojas virtuais. As paginas de ”Quem somos”, ”Como
comprar”, ”Política de privacidade alguns exemplos de páginas especias.

–CONTEÚDO SOCIAL: é aquele que faz que o consumidor encontre a
loja no momento em que esta sobre algum assunto relacionado àquele
produto. Uma loja de artigos de peca, por exemplo, pode publicar
conteúdo social em seu blog que fala sobre uma viagem ao pantanal ou
a uma exposição de barcos, por exemplo.Mantenha uma proporção de 70/30.
Publique 70% (setenta por cento) de conteúdo informativo útil ao leitor e
30% (trinta por cento) de conteúdo comercial, chamando o leitor direto para
a pagina do produto da loja virtual.

–CONTEÚDO VISUAL: são as fotos dos produtos, os videos demonstrativos,
os banners das ofertas e das paginas de categorias e os selos e certificações
que a loja virtua tem. As imagens dos meios de pagamentos (bandeiras de
cartões de crédito, bancos e boletos bancários, por exemplo), também são
conteúdos visuais.

–CONTEÚDO COLABORATIVO: também chamado de conteúdo 2.0, ou conteúdo
gerado pelo consumidor, são depoimentos, opiniões, comentários e avaliações
feitas pelos consumidores e que a loja virtual deve, de alguma forma, concentrar e
disponibilizar para que ajude outros consumidores a se decidirem pela compra.

Ao seguir essas estratégias de conteúdo para e-commerce você consegue
resultados constantes que garantem posicionamentos nos mecanismos de busca
para sua empresa.

Consultoria E-commerce
Sabedoria ao usar o e-mail

Comunicação no Século da internet em geral significa usar o e- mail,
e este apesar de extraordinariamente útil e poderoso, costuma inspirar
um temor monumental em humanos felizes e otimistas. Aqui estão nossas
regras pessoais para minimizar essa sensação de mau agouro.

1- Responda logo. há pessoas que você sabe que responderão prontamente
aos e-mails e há aquelas com quem não dá para contar. Tente fazer arte do
primeiro grupo. A maioria das melhores – e mais ocupadas – pessoas que
conhecemos respondem depressa aos e-mails não para nós ou para alguns
remetentes seletos, mas para todo mundo. Ser ágil nas respostas gera um ciclo
positivo de comunicação, e o resultado é que sua equipe e colegas ficarão mais
propensos a incluir você em discussões e decisões importantes.
Além disso, ter a agilidade nas respostas para todo mundo reforça a cultura plana
que você esta tentando estabelecer. As respostas podem ser bem curtas – ”entendi” é uma das
nossas favoritas. e quando você confia na sua capacidade de responder logo, as
pessoas sabem exatamente o que significa uma não resposta. No nosso caso,
costuma ser ”entendi, prossiga”. Isso é melhor do que o significado de uma não
resposta da maioria das pessoas : ”Estou assoberbado e não sei quando ou se vou
ler a sua mensagem; portanto, se você precisar da minha opinião, vai ter que esperar
no limbo um pouco. Além disso, eu não gosto de você ”.

2- Ao escrever um e-mail, cada palavra importa,mas conversa inútil, não.
Seja conciso se esta escrevendo um problema, defina-o com clareza. Fazer isso
exige mais tempo, não menos. É preciso escrever um rescunho, depois revisá-lo
e eliminar quaisquer palavras desnecessárias. pense na resposta do falecido
romancista Elmore Leonard á pergunta sobre seu sucesso como escritor:
”Eu deixo de fora os trechos que as pessoas pulam.”
A maioria dos e-mails é repleta de coisas que as pessoas pulam.

3- Veja os e-mail por ordem da caixa de entrada: o último a entrar é o primeiro a sair.
As vezes, as coisas mais antigas são resolvidas por outra pessoa.

4- Lembre-se de que você é um roteador. Quando receber uma mensagem com
informação útil, considere quem mais poderia se interessar também. No fim do dia,
reflita sobre os e-mail recebidos e se pergunte: ”O que eu deveria ter encaminhado,
mas não encaminhei,?”

5- Quando usar o recurso cco (cópia oculta), pergunte-se o motivo disso. A resposta
quase sempre é que você quer algo, o que é contraproducente e um gesto potencialmente
desonesto em uma cultura de transparência. Quando essa for a sua resposta, copie a pessoa
de forma aberta ou não copie.
O único caso em que recomendamos o recurso da cópia oculta é quando se esta removendo
alguém da discussão. Quando for ”responder a todos” e, uma longa série de e-mails, transfira
as pessoas que não são mais relevantes para a discussão para o campo cco e declare na
mensagem que fez isso. Elas ficarão aliviadas de ter uma mensagem irrelevante a menos
lotado a caixa de entrada.

6- Ajude a sua versão do futuro a encontraras coisas. Se receber algo que talvez possa
querer usar depois, envie para si mesmo com algumas palavras-chave que descreveram
o conteúdo. Pense consigo mesmo: ”Como vou procurar por isso mais tarde?” Depois,
quando procurar, provavelmente usará esses mesmos termos de busca. Isso não se milita
aos e-mails: aplica-se também a documentos importantes.

DESIGNED BY EyAgencialogo
Back to Top