Categoria Marketing Digital

Separamos alguns livros de ajuda para o e-commerce

SLA: Como está a sua performance?

Você sabe o que é SLA performance? E a hospedagem da Amazon, já ouviu falar? Conhece a Xtech? e o que todos eles têm a ver? Fique atento que eu te conto nessa postagem. 😉

Sabemos que, inegavelmente,  o comércio eletrônico cresceu muito no Brasil.
Portanto, o que antes era visto como “hobby” tornou-se um mercado consolidado e competitivo.

Antigamente os sistemas eram simples, com funções básicas. Contudo, com o crescimento do mercado, foram surgindo as necessidades e a empresa que saia na frente – acrescentando determinada funcionalidade – tinha um diferencial para o lojista.

Conforme estes diferenciais foram surgindo os consumidores ficaram mais atentos quanto à sua escolha.  Desse modo surgiu o SLA.

SLA, traduzido, quer dizer Service Level Agreement, de acordo com a língua portuguesa o termo adotado foi: Acordo de Nível de Serviço.
Este contrato é uma peça fundamental para o seu negócio porque ele vai lhe dar metas quanto ao serviço que está sendo oferecido.

SLA: Como está a sua performance?

Então, a empresa que lhe oferece o serviço de hospedagem, por exemplo, deve trabalhar com “uma porcentagem de serviço mensal”, em suma: deve garantir que o servidor onde sua loja virtual está hospedada tenha uma meta de performance, assim ele deve oscilar ou ficar fora do ar uma quantidade X de tempo.

É muito importante ressaltar que esta meta não quer dizer que o servidor vai ficar fora do ar ou oscilar, na grande maioria das vezes isso nem chega a acontecer, mas é importante ter um parâmetro para caso isto ocorra.

A decisão crucial em todo este processo é escolher uma empresa que atenda esses requisitos, e , portanto, que lhe forneça um SLA com metas justas e que ajude seu negócio a crescer.


O Mundo do Comércio Eletrônico.

 
Visto que o comércio eletrônico cresceu bastante e se firmou como uma das maiores formas de negócios, era de se esperar que muitas plataformas de comércio eletrônico surgissem.

Então, se antes eram algumas empresas que lhe forneciam a plataforma de comércio eletrônico, hoje em dia são várias! E cada uma delas oferece uma função diferente, algumas mais arrojadas, outras mais básicas… Portanto, como avaliar o que é melhor para a sua empresa?



Primeiramente você deve levar em consideração a hospedagem de sua loja virtual. Ter uma loja disponível na hora em que seu cliente precisa, é importante para suas vendas, isto lhe dá credibilidade.

Entretanto, as plataformas de comércio eletrônico, utilizam os servidores de uma segunda empresa para hospedar as lojas de seus clientes.
Nesse sentido, estar atento a empresa que hospeda as lojas da plataforma escolhida é importante.

Qual plataforma?  Qual empresa de hospedagem?

Uma das plataformas de comércio eletrônico que vem se destacando no mercado, atualmente, é a Xtech. Além de fornecer inúmeras ferramentas, para diversos segmentos de negócio, a hospedagem das lojas virtuais estão alocadas na Amazon.

A Amazon ganhou destaque, nos últimos anos, como uma das melhores empresas de hospedagem. Ela traz servidores com boas perfomances, autonomia para quem administra o servidor e o principal: um SLA de excelência.

A união da Xtech com a Amazon, lhe possibilita estabilidade para vender o seu produto.

Unir o útil ao agradável lhe dará a tranquilidade que você precisa para gerir o seu negócio.

Visite o site da Xtech, clicando aqui.

Conheça mais o nosso blog, clicando aqui.

Marketing Digital para E-commerce: como começar?

Marketing Digital para E-commerce: como começar? Você certamente já ouviu dizer que a propaganda é a alma do negócio, certo? No entanto, nem sempre a propaganda faz um bom trabalho sozinha! E essa ressalva é especialmente verdadeira no momento em que vivemos, com os consumidores se tornando cada dia mais seletivos.

Hoje, uma boa divulgação vai além de simplesmente tentar empurrar produtos aos potenciais clientes. Nesse cenário, a divulgação é, acima de tudo, uma forma de atrair pessoas interessadas pelo negócio.

E não tem mistério: quando se trata de atrair o interesse dos consumidores, uma estratégia de marketing digital completa traz grandes benefícios.

Confira a partir de agora as maiores vantagens proporcionadas por esse investimento!

Visibilidade para a Marca

Outra frase bem marcante no mundo dos negócios diz que quem não é visto não é lembrado. O detalhe é que, nesse caso, não há ressalvas. Afinal de contas, entre centenas e mais centenas de lojas virtuais por aí, se você não der um jeito de se destacar, suas vendas já eram.

É por isso que um dos maiores objetivos do marketing digital é dar visibilidade ao e-commerce, fazendo com que as pessoas conheçam sua loja virtual e o que ela vende. Mas atenção: alcançar uma boa visibilidade depende de uma série de estratégias. Para conhecer algumas, basta continuar com a leitura!

Alcance de Novos Mercados

O limite territorial imposto a uma loja física resulta em vender para um público igualmente restrito. No e-commerce, porém, as coisas são diferentes. Nesse caso, você pode alcançar novas audiências com certa facilidade, quebrando essa regra que, com certeza, impediria seu negócio de crescer.

Sabia, por exemplo, que as vendas internacionais crescem a cada dia? Assim, é mais que possível expandir seu e-commerce para abarcar mercados inexplorados, levando para outros países seus produtos especialmente únicos. O que acha da ideia?

Aumento das Vendas

Uma vez que as barreiras geográficas já não são mais um problema, as vendas podem crescer exponencialmente. Para isso, basta que providencie a infraestrutura necessária para atender às demandas de pedidos. Com o planejamento adequado, você pode escalar o faturamento da sua loja virtual, diversificar seu mix de produtos e agregar soluções que destaquem sua marca no mercado, consequentemente levando à fidelização de clientes.

Retenção de Clientes

Por falar em fidelização, o marketing digital também é excelente para reter clientes. Com ele, você mantém uma comunicação próxima e segmentada com

seus consumidores, fazendo com que se lembrem frequentemente que você está lá para suprir todas as suas necessidades, sempre com produtos de qualidade.

O uso de estratégias de inbound marketing e marketing de conteúdo aumentam o engajamento, desenvolvendo relacionamentos mais duradouros. E isso se reflete em um maior aproveitamento dos investimentos feitos ao longo do tempo.

Ficou claro que, se você quer tornar seu e-commerce conhecido e vender mais, é preciso divulgar? Então confira na sequência como selecionar os melhores canais e quais estratégias usar.

A Seleção dos Canais de Aquisição de Tráfego

O principal objetivo da sua estratégia de marketing para loja virtual deve ser atrair tráfego para que as pessoas conheçam seus produtos e desenvolvam interesse por eles. E é para isso que servem os canais de divulgação!

Você provavelmente já sabe que, na internet, são diversas as plataformas disponíveis para divulgar produtos e serviços, não é mesmo? Mas será que você precisa estar em todos esses canais? A resposta não poderia ser mais direta: não! Na verdade, quanto mais canais você tiver, maior será o trabalho de manutenção da sua imagem, o que pode tirar o foco do que realmente importa. O melhor, assim, é identificar quais canais são mais relevantes e têm maior potencial para atrair tráfego para seu e-commerce. Veja o que fazer!

Defina seu Objetivo

Na prática, cada canal tem um objetivo. As redes sociais servem para gerar engajamento e direcionar tráfego para o site, os blogs têm o intuito de atrair interesse, educando e direcionando a audiência para a loja virtual, as landing pages se propõem a converter visitantes em leads e assim por diante.

O segredo está em saber que, dependendo do seu objetivo com o marketing digital, deve escolher um determinado mix de canais. O importante é que as plataformas selecionadas consigam suprir essa necessidade, ajudando-o a conquistar seu objetivo.

Conheça seu Público

Acha que parece que vender pela internet é vender para todo mundo? Não se engane, porque isso nem sempre se mostra verdadeiro, ok? Se você quer otimizar seus investimentos em marketing, foque seus esforços naquelas pessoas que têm real interesse no que você oferece e que detenham o poder de decisão.

Você pode ter um adolescente que está sonhando com um tablet novo como visitante do seu site. Entretanto, quem vai ou não fechar a compra provavelmente não será ele, mas sim seus pais. Por isso, por mais que o jovem seja um influenciador no processo, são os pais que tomam a decisão. Assim, seu marketing deve ser direcionado a eles!

Além de saber exatamente quem quer atrair para seu e-commerce, você precisa conhecer a fundo esse público. Explore seus comportamentos de compra, os sites que visitam, os produtos que procuram, com que frequência fecham negócio pela internet e que dificuldades estão tentando superar, entre outros aspectos comportamentais. Quando você conhece de verdade o comportamento do consumidor, consegue oferecer exatamente o que ele precisa no momento certo, tornando suas estratégias de marketing mais assertivas.

Mantenha o Foco

Você precisa estar onde seu público está! Não adianta dispersar seu orçamento de marketing em dezenas de canais sem saber se sua audiência está por lá ou não. Ainda vale lembrar que alguns canais já estão perdendo força, fator que deve ser levado em consideração.

Esse é o caso de redes sociais como o Pinterest, que possuem muitas contas abertas e pouca movimentação. Concentre-se naquelas plataformas em que seu público parece se sentir bem, interagindo com frequência, pois é lá que você conseguirá atrair um número maior de visitantes para sua loja virtual!

Resumindo nossa conversa: selecione os canais que direcionarão tráfego para seu site, escolha as redes sociais com maior potencial de audiência para seu e-commerce, invista em estratégias de marketing digital que gerem tráfego orgânico, além de segmentar sua audiência para construir mensagens assertivas.

Este material foi escrito e cedido pelo time de marketing da Escola de E-commerce.

Porque contratar uma agência para sua loja virtual?

Porque contratar uma agência para sua loja virtual? essa é uma pergunta frequente no e-commerce. Primeiramente para principiantes, para sua loja obter vendas precisa esta sendo vista com bons olhos pelo Google, ele sim vai alavancar sua loja virtual. Vamos explicar melhor!

A agência que você irá contratar vai estudar seu seguimento de vendas, seu público tornando um funil exato para seus clientes, pessoas que realmente estão procurando o que você está vendendo.
O Google procura conteúdo, links, formando um circulo envolvendo tudo em torno de, busca de palavras chaves, publicações, texto e fotos, tudo o que for orgânico é bem visto.

Ainda com duvida do porque contratar uma agencia para sua loja virtual? aqui estão alguns dos serviços que uma agencia deve aplicar para sua loja virtual ficar bem vista aos olhos do Google, confira!

Porque contratar uma agência para sua loja virtual?
  • Otimização para sites de busca
  • Campanha nas Redes Sociais
  • Geração de conteúdo
  • Reviews de seus clientes

O QUE É FEITO?

FACEBOOK ADS

Venda de serviços e produtos aumento de alcance de suas
publicações e conteúdo geral de sua fan-page, aumento da
base de fãs da sua empresa.

SEO OTIMIZAÇÃO PARA SITES DE BUSCA

É o conjunto de técnicas e estrategias utilizadas para melhorar
o posicionamento e a visibilidade do site nas ferramentas de busca.

INSTAGRAM ADS

Vendas direcionadas ao seu publico alvo, como instagram ADS
aumentando suas vendas rapidamente.

GOOGLE ADS

Vendas em rede de pesquisa e display, seu anuncio direcionado
para quem esta realmente procurando, relatórios completos de campanhas.

INBOUND MARKETING – BLOG

É o conjunto de estratégias que convertem clientes, o Inbound Marketing
baseia-se no relacionamento de pesquisa do consumidor, usando estratégias
como Marketing de Conteúdo e Automação de Marketing, todos ligados a sua loja virtual.

Para tirar todas suas dúvidas confira nossos conteúdos e siga uma estratégia para sua loja virtual, ou entre em contato com a agencia e saiba mais o Porque contratar uma agência para sua loja virtual, temos profissionais qualificados para cada serviço necessitado na sua loja virtual. CONFIRA!

Diferença entre Marketing Digital e Marketing Tradicional

Primeiro de tudo para entendermos a diferença entre Marketing Digital e Marketing Tradicional, é importante entendermos o que é marketing. Muitos confundem essa emissão de comunicação a publicidade. Contudo, são áreas distantes uma da outra. Portanto, publicidade procura a construção de um classificação a imagem da marca. O marketing por si só, se mostra o principal parceiro da área de vendas. Com recursos, ele é essencial na elaboração de estrategias para vendas, considerando o publico-alvo. O objetivo do marketing é gerar valores satisfatórios para o cliente, gerando lucros para ambos os lados. No caso de um gestor de marketing suas atividades exerce um campo bastante grande. Vem desde a definição de estratégia até o estudo do mercado, como vendas, pós-venda e publicidade etc… Para aqueles que estão entrando no mercado do marketing. Nesse artigo tentaremos esclarecer um pouco sobre a diferença entre Marketing Digital e Marketing Tradicional.

Marketing Digital:

No entanto, com pouco tempo no mercado o marketing digital vem tendo bastante crescimentos, em grandes principalmente em micro empresas. Pelo fato de ser feito online o marketing digital tem muita relevância na adaptação das necessidades da empresa. Portanto, com o a internet cada vez mais presente em nossas vidas. O marketing digital vem trabalhando com as principais características que conectam o publico a empresa. Alcançando cade vez mais publico o marketing digital ajuda a alcançar publico muito mais distante. Sempre de forma direta, e no seu devido tempo. O digital avança junto com o avanço da internet e os conteúdos que ela oferece, por blog e redes sociais. Além do ser muito versátil com bastante recurso. Ele não exige um orçamento alto, podendo ser feito por empresas de todos os portes.

Diferença entre Marketing Digital e Marketing Tradicional

Sendo assim, podemos ver uma das diferença entre Marketing Digital e Marketing Tradicional. Além de ser uma plataforma de fácil acesso, e um custo baixo. Ganha cada vez mais espaço no mercado com as micros empresas. Oferecendo mais conteúdo ao publico por um preço mais baixo do que o marketing tradicional. Podendo ser exercido pelo próprio proprietário da empresa.

Marketing Tradicional:

O tradicional tem seus métodos de comunicação associada. Comunicações de jornais, outdoors, televisão, rádio entre outros. São alguns dos exemplos do marketing tradicional, que se passa geralmente na interrupção de alguma atividade exercida de seu interesse. Com o intuito de passar uma mensagens do produto ou campanha. Mas correm o risco de não passar a mensagens na hora certo. Fazendo que o consumidor não preste a atenção ou não se interesse pela mensagem.

Isto acaba fazendo parte de um funcionamento interno da empresa com influencia dos colaboradores. Por conta da ajuda de publicidade e do marketing direto, envolvendo o cliente final. Portanto, esse marketing direto trabalha com matérias físicos como jornais, folhetos ou algo do tipo. Porém, essa ferramenta acaba saindo com custo bastante alto. Contudo, não deixa de ser um complemento para qualquer tipo de marketing. Tendo conhecimento de seu publico, sabendo buscar nos lugares certo, só tem a somar para sua empresa.

Conheça mais sobre nossos serviços, acessando nosso site EyAgência.

Dicas de SEO para melhorar o ranking do seu site

SEO é uma ferramenta de otimização que visa a classificação das paginas de busca do Google. Utilizando técnicas e estratégias especificas, faz que seu site cresça na classificação de buscas na web. segue aqui algumas dicas de seo, possibilitando mais trafego em seu negócio. Contudo, para aqueles que querem maior publico a sua empresa, não basta só estar presente na internet. Tenham em mente que você precisa seguir algumas dicas de SEO para melhorar o ranking do seu site. Portanto, fazendo que alcance as primeiras páginas do Google. Seguindo as dicas e fazendo um SEO excelente, você tem mais chances de ter um maior desempenho ao seu site. Com a concorrência digital aumentando cade vez mais, você deve se manter sempre atualizado. Pois então, veja algumas das nossos dicas a baixo!!

Conteúdo para o SEO

Apresente um conteúdo de qualidade em seu artigo, uma das dica mais importante no SEO. Portanto, desenvolva um texto de no mínimo 300 a 500 palavras. Lembrando que o conteúdo tem que ser relevante ao seu título. Contudo, tenha um artigo versátil de fácil leitura. Mas sempre visando a busca do leitor referente ao titulo. Assim ele permanecera em seu site, o que eleva sua classificação no Google. Procure não cometer erros ortográficos, também escreva o mais legível possível.

Palavra-Chave no Desenvolvimento 

Ter a Palavra-Chave no titulo e URL do artigo, ajuda ao leitor a identificar o conteúdo. Entretanto produza um texto que apareça no mínimo três vezes sua Palavra-Chave. Faz que o Google entenda que sua Palavra-Chave é a mais relevante na página. Porém, cuide para não se exceder ao aplicar a Palavra-Chave, caso contrario o Google pode identificar como spam. Sendo assim, faz que perca relevância na web. Portanto siga cuidadosamente as dicas de SEO para melhorar o ranking do seu site.

Imagens e legendas 

Ilustre ao longo do artigo imagens referente ao assunto. Realizando essa dica você pode conquistar o leitor por apresentar um artigo dinâmico deixando mais claro o assunto. Importante saber que ao por uma imagem em seu artigo, você pode estar botando sua palavra-chave em seu título e subtitulo. Importante lembram que é uma dicas de SEO para melhorar o ranking do seu site.

Descrição do Post

A descrição do post, podemos se referir á ela como uma brevia do artigo que é exibida a baixo do titulo nos resultados de busca do Google. Pois bem, ela deve ser um resumo curto com um máximo de 160 caracteres, mas que mostre com clareza o que se fala no post ou artigo apresentado. Além de deixar mais claro o tema do seu artigo, a descrição faz que chame mais atenção do publico-Alvo.

Adicione links ao texto

Outra dicas importante de se ressaltar é sobre incluir links de seu site no decorrer do desenvolvimento do artigo. Que no entanto, ajuda a ganhar mais acesso as suas paginas internas, além de influenciar na classificação das informações contidas na pagina.

5 primeiros passos para seu site aparecer no Google

A Plataforma para loja virtual é responsável pelo gerenciamento e visualização da loja virtual.
E vamos mostrar os 5 primeiros passos para seu site aparecer no Google como:  Criação e gerenciamento.


A  escolha de uma plataforma

A difícil escolha de uma plataforma para loja virtual que seja adequada
ao perfil do negócio é um dos passos mais importantes para o sucesso de
uma loja virtual.
A decisão certa ou errada, pode ser a chave para o sucesso ou o fracasso.

Tenha muita atenção aos 5 primeiros passos para seu site aparecer no Google e não pense que no
meio do caminho seja simples o processo de troca de plataforma.
Portanto invista seu tempo e conhecimento na fase inicial, a escolha do sistema.

Enviar um sitemap de seu site ao Google

Primeiramente que é um sitemap?

Sitemap é um arquivo que lista todas as páginas já criadas e que está ativas em seu site com a data
da ultima atualização, frequência das alterações da página URL’s relevantes.
Atuando como um mapa de todo o seu site.

Para criar seu sitemap você pode usar muitas ferramentas grátis, usando apenas a URL do seu site
e o processo é feito automaticamente.
Experimente essas ferramentas que já foram testadas e aprovadas:

– Online XML Sitemap Generator Free Online
– Google (XML) Sitemaps Generator
– XML Sitemaps Generator

Criar uma conta no Google empresa

Para criar uma página para sua empresa no Google+ escolha uma categoria na qual seu negócio se adéqua
como lugar, produto, marca, empresa, etc.
É muito importante que você preencha os dados corretamente na sua página, para que seus seguidores e
potenciais clientes possam te encontrar mais facilmente na rede social.

Configurar uma meta name e meta descrição em seu site

Existem algumas técnicas para o seu site aparecer no Google, e duas delas são essenciais: a criação de títulos de
páginas precisas e a utilização de Meta Tag descritiva. A Meta Tag nada mais é que o resumo do texto que irá
na página do seu site, contendo as palavras-chave.

É muito importante que o titulo do conteúdo que você ira desenvolver para o seu site seja muito bem pensado.
Ele deve transmitir o que o seu público alvo procura, de forma simples.

Criar uma fãnpage do Facebook para sua empresa

O Facebook tem mais de 70 milhões de usuários cadastrados no Brasil, sendo que o país possui um pouco mais
de 90 milhões de pessoas que acessam a internet todos os dias, estima-se que de cada 5 internautas,
4 tem cadastro na rede social.

Crie um perfil para se conectar com seus amigos. Uma Página serve para mostrar o seu negócio, conseguir fãs
e interagir com eles, pois criar uma Página no Facebook é muito fácil e gratuito.
Páginas permitem um número ilimitado de pessoas que você pode adicionar.
Os perfis pessoais têm um limite de 5.000 amigos. Com as Páginas você pode adicionar um número ilimitado
de pessoas que podem se tornar futuramente em potenciais clientes.
Os perfis ainda contam com as informações pessoais, como fotos de aniversários de família ou de seu animal
de estimação. Nas Páginas, há somente conteúdo estratégico sobre seu negócio.

DICA: Não misture conteúdo pessoal com profissional, você corre o risco de afastar os seus clientes em potencial.

Qual a melhor forma de pagamento para uma loja virtual.

Com os brasileiros cada vez mais comprando pelas lojas virtuais, é ideal que sua empresa trabalhe com formas de pagamento online efetivos.
Encontrar a maneira correta de oferecer a possibilidade de pagamento adequado para seu cliente pode ficar um pouco confuso, entendendo as necessidades da sua empresa e as exigências do seu cliente facilitará esse processo.

O consumidor não esta procurando apenas o preço baixo, o consumidor também busca segurança e confiança em suas compras online.  A escolha de compra do cliente pode estar na escolha da forma de pagamento mais comodo e seguro para ele!
Para que você saiba qual a melhor forma de pagamento para uma loja virtual, a primeira coisa a ter consciência que não existe um melhor ou pior método de pagamento. Privacidade do pagamento, taxas de serviço, e credibilidade do pagamento são alguns fatores iniciais que levadas em conta sua escolha.
Veja algumas dicas a seguir para decidir a melhor opção para o seu negócio!

Qual a melhor forma de pagamento para uma loja virtual

1. Entenda seus clientes

Estudar seu clientes para saber de que maneira eles preferem pagar pelos seus produtos. Se eles preferem parcelar suas compras, se os seus clientes são usuários seguros a fornecer seus dados na internet.
Não adianta pensar em um forma de pagamento que custará pouco para sua empresa se o seu clientes não tem o costume ou não se sente seguro em usá-lo. Conheça o histórico de como seus clientes se comportam no fechamento de suas compras, isso facilitara sua escolha.

2. Conheça seu serviço

Você precisa de acesso rápido ao dinheiro para fornecer o seu serviço, o seu volume de vendas, se você tem possibilidade de estocar seu produto até que o pagamento seja confirmado. Apos implantar um método de pagamento online, entenda a dinâmica do seu serviço para que não ter surpresas futuras em seu fluxo de caixa.

3. Pesquise as taxas de cada método

E muito importante pesquisar as variedades de taxas e custos associados a cada forma de pagamento.
Isso é incluído no custos de instalação, manutenção, mensalidades, taxas por transação, e ai por diante.
Por isso a importância de você analisar qual instituição financeira que vai te oferecer o melhor custo/benefício
antes de tomar sua decisão!

Opções de pagamento online

As principais formas de pagamento online no e-commerce brasileiro são o cartão de crédito, boleto bancário e o PayPal. O cartão de crédito é o mais usado, permite parcelar as compras e tem a compensação do pagamento mais rápida. Porém, o repasse do valor é demorado e a instalação pode vir a ser burocrática. Temos também o boleto bancário, bastante usado no Brasil, por ser considerado mais seguro pelos clientes o cartão de credito possui as menores taxas. No entanto, sua confirmação do pagamento é lenta. Já o PayPal  bastante usado no mundo, ainda uma novidade no Brasil. Com o paypal você pode sacar o pagamento realizado a qualquer momento, porem sua taxas podem ser maiores que as das outras opções de pagamento.

O que é Paypal e como funciona?

Muitas pessoas ainda tem medo de fazer compras pela internet, e de usar
intermediadora de pagamento. O paypal vem para mostrar que e seguro e confiável
fazer uma compra ou venda pela internet. Vamos tentar explicar de modo que você
entenda o que éPaypal e como funciona.

Para quem ainda não conhece o PayPal, e uma intermediadora de pagamentos on-line
simples e segura de usar, basta criar uma conta gratuita no sistema, informar os
dados de seu cartão de crédito, Visa ou Mastercard, é possível também cadastrar uma
conta bancária do HSBC, Itaú, Santander e Citibank para compras em sites brasileiros.
Somente o usuário do programa vai ter acesso a informações do cartão de crédito e da
conta bancária, nem mesmo o vendedor vai ter acesso a essas informações. Outras garantia que o
usuário tem e que, se ele não receber o produto, ou, algum pagamento indevido, o cliente terá
seu dinheiro reembolsado.
Em sites brasileiro as compras são gratuitas, mas já em site do exterior haverá cobrança, devido a
conversão da moeda ou imposto.

O que é Paypal e como funciona?

Você pode usar as seguintes formas de pagamentos, Cartão de credito, Saldo paypal,
pagamentos com a conta bancaria e cartão pre pagos. O PayPal ainda não trabalha com a opção
de pagamento via boleto bancário. Em um futuro próximo, essa opção será incluída nas formas
de pagamento, facilitando ainda mais as suas compras e vendas.
Com a sua conta já criada, você pode melhora seus negócios, recebendo dinheiro,
de vendas, pagamento de serviços, com o dinheiro em sua conta, você realiza
pagamentos por meio de débitos.

O paypal se destaca logo que é aberto, na primeira tela, aparecerá as últimas transações
realizadas em sua conta, isso para quem precisa fazer uma consulta rápida sobre algum pagamento
que não lembra o destinatário, caso queira olhar com mais detalhes os pagamentos e recebimentos
da conta, basta tocar em “Exibir tudo”. Para os consumidores on-line, ter uma conta no Paypal é
extremamente vantajoso e agora que já sabe o que é paypal e como funciona, é só se cadastrar e
fazer suas compra com facilidade e segurança.

Estratégias de conteúdo para e-commerce

Conteúdo para e-commerce

O raciocínio que baseia a estratégia de conteúdo para e-commerce
é apresentar o máximo possível de informações sobre o assunto, o negocio,
o nicho de mercado, os meios de pagamentos, e explicar o que
for necessário, par que a pessoa não tenha de sair do ambiente
da loja. Quem compra quer ter um capricho, ter gente para ”arrumar
a vitrine”, preparar tudo para vender. Quando as vendas estão fortes,
porém, esse tipo de preocupação fica em segundo plano. Com o
amadurecimento do mercado, esses aspectos ganham importância.

Estratégias de conteúdo para e-commerce

Vamos começar com base em 4 pilares que são:

–CONTEÚDO SEMÂNTICO: é aquele que descreve o produto ou loja
virtual como são realmente. São usados nas paginas dos produtos,
com informações técnicas como tamanho, peso e medidas. Também
descrevem funcionalidades, por exemplo, ”ideal para casa de praia
ou campo”. O conteúdo semântico também é o que descreve
características das lojas virtuais. As paginas de ”Quem somos”, ”Como
comprar”, ”Política de privacidade alguns exemplos de páginas especias.

–CONTEÚDO SOCIAL: é aquele que faz que o consumidor encontre a
loja no momento em que esta sobre algum assunto relacionado àquele
produto. Uma loja de artigos de peca, por exemplo, pode publicar
conteúdo social em seu blog que fala sobre uma viagem ao pantanal ou
a uma exposição de barcos, por exemplo.Mantenha uma proporção de 70/30.
Publique 70% (setenta por cento) de conteúdo informativo útil ao leitor e
30% (trinta por cento) de conteúdo comercial, chamando o leitor direto para
a pagina do produto da loja virtual.

–CONTEÚDO VISUAL: são as fotos dos produtos, os videos demonstrativos,
os banners das ofertas e das paginas de categorias e os selos e certificações
que a loja virtua tem. As imagens dos meios de pagamentos (bandeiras de
cartões de crédito, bancos e boletos bancários, por exemplo), também são
conteúdos visuais.

–CONTEÚDO COLABORATIVO: também chamado de conteúdo 2.0, ou conteúdo
gerado pelo consumidor, são depoimentos, opiniões, comentários e avaliações
feitas pelos consumidores e que a loja virtual deve, de alguma forma, concentrar e
disponibilizar para que ajude outros consumidores a se decidirem pela compra.

Ao seguir essas estratégias de conteúdo para e-commerce você consegue
resultados constantes que garantem posicionamentos nos mecanismos de busca
para sua empresa.

Separamos alguns livros de ajuda para o e-commerce

Separamos alguns livros de ajuda para o e-commerce, Para quem está iniciando no comercio eletrônico, é primordial seguir com uma opção de estudo,
seja cursos, ou até mesmo alguns livros, então nossa equipe está disponibilizando aqui,
alguns livros de ajuda para o e-commerce, esperamos que ajude nos seus estudos sobre o E-commerce:

1- Nossa lista inicia com o excelente livro “Gerente de E-commerce” do Mauricio Salvador
O livro é uma base completa de toda operação de e-commerce, amplamente estudado, o livro descreve toda uma operação de e-commerce, por profissionais de cada área, lojistica, contabilidade, ti, usabilidade, marketing digital, marketing social, estrategia, web analytics, SEO entre outras, o livro é indicado para o profissional que deseja operar um E-commerce ou entrar no setor de gestão de E-commerce.

Separamos alguns livros de ajuda para o e-commerce

2- Segundo livro, escolhemos “A loja de tudo“, que conta um pouco sobre a historia da Amazon,
A leitura é excelente pois trata da maior empresa de vendas online do mundo, a Amazon,
conta um pouco sobre a historia da empresa e como Jeff bezos geriu toda estrutura do E-commerce
que vende de tudo, você entenderá um pouco sobre como negociar no E-commerce.

Separamos alguns livros de ajuda para o e-commerce

3- Nosso próximo banco de estudos é o “Satisfação Garantida” a empresa é conhecida,
como um dos maiores e-commerce de calçados do mundo, mas não é ai que pressiona,
mas sim sua incrível Cultura interna adotada como um dos seus pilares,
eles chegam a pagar 2 mil dólares para seus funcionários, em fase de testes, desistirem da vaga.
O slogan da empresa é – Uma empresa que por acaso vende sapatos.

Separamos alguns livros de ajuda para o e-commerce

4- Não poderia faltar o grande da jogada, “Como o Google funciona” O livro conta um pouco sobre
as historias internas da empresa e como algumas ações simples posicionaram o Google no topo das empresas
mais lucrativas e de maior prestigio no mercado mundial.
Eric Schmidt e Jonathan Rosenberg contam segredos de ações e estrategias criadas e acompanhadas por eles
nos primórdios do Google. vale a pena cada dica!

Separamos alguns livros de ajuda para o e-commerce

5- Próximo da lista dos livros de ajuda para o e-commerce é o “Gestão de e-business e e-commerce
O autor Dave Chaffey,  trás sua visão esclarecendo toda uma implementação de E-commerce
uma leitura obrigatória para um gestor de e-commerce ou webmaster de uma operação e-business.
ele fala sobre todos assuntos que englobam o E-commerce em uma linguagem técnica.
Cada abordagem com seus conceitos e teorias.

Separamos alguns livros de ajuda para o e-commerce

4- Se você está entrando no mercado online, você precisa ler o o “A Cauda Longa”
Simplesmente indispensável para todo gestor de e-commerce o livro aborda de forma clara, objetiva
e assertiva o conceito da cauda longa.
A maneira de se pensar no seu negocio como um nicho rentável, em meio a milhares de lojas virtuais,
O livro lhe explica como é esse conceito, e porque utiliza-lo, muito importante na briga de gigantes
no mercado online, principalmente na briga de cliques pagos o livro de Chris Anderson
“A cauda longa” é de fato um livro indispensável.

Boa leitura!

Fale Conosco