Consultoria E-commerce

A Plataforma para loja virtual é responsável pelo gerenciamento e visualização da loja virtual.
E vamos mostrar os 5 primeiros passos para seu site aparecer no Google como:  Criação e gerenciamento.


A  escolha de uma plataforma

A difícil escolha de uma plataforma para loja virtual que seja adequada
ao perfil do negócio é um dos passos mais importantes para o sucesso de
uma loja virtual.
A decisão certa ou errada, pode ser a chave para o sucesso ou o fracasso.

Tenha muita atenção aos 5 primeiros passos para seu site aparecer no Google e não pense que no
meio do caminho seja simples o processo de troca de plataforma.
Portanto invista seu tempo e conhecimento na fase inicial, a escolha do sistema.

Enviar um sitemap de seu site ao Google

Primeiramente que é um sitemap?

Sitemap é um arquivo que lista todas as páginas já criadas e que está ativas em seu site com a data
da ultima atualização, frequência das alterações da página URL’s relevantes.
Atuando como um mapa de todo o seu site.

Para criar seu sitemap você pode usar muitas ferramentas grátis, usando apenas a URL do seu site
e o processo é feito automaticamente.
Experimente essas ferramentas que já foram testadas e aprovadas:

– Online XML Sitemap Generator Free Online
– Google (XML) Sitemaps Generator
– XML Sitemaps Generator

Criar uma conta no Google empresa

Para criar uma página para sua empresa no Google+ escolha uma categoria na qual seu negócio se adéqua
como lugar, produto, marca, empresa, etc.
É muito importante que você preencha os dados corretamente na sua página, para que seus seguidores e
potenciais clientes possam te encontrar mais facilmente na rede social.

Configurar uma meta name e meta descrição em seu site

Existem algumas técnicas para o seu site aparecer no Google, e duas delas são essenciais: a criação de títulos de
páginas precisas e a utilização de Meta Tag descritiva. A Meta Tag nada mais é que o resumo do texto que irá
na página do seu site, contendo as palavras-chave.

É muito importante que o titulo do conteúdo que você ira desenvolver para o seu site seja muito bem pensado.
Ele deve transmitir o que o seu público alvo procura, de forma simples.

Criar uma fãnpage do Facebook para sua empresa

O Facebook tem mais de 70 milhões de usuários cadastrados no Brasil, sendo que o país possui um pouco mais
de 90 milhões de pessoas que acessam a internet todos os dias, estima-se que de cada 5 internautas,
4 tem cadastro na rede social.

Crie um perfil para se conectar com seus amigos. Uma Página serve para mostrar o seu negócio, conseguir fãs
e interagir com eles, pois criar uma Página no Facebook é muito fácil e gratuito.
Páginas permitem um número ilimitado de pessoas que você pode adicionar.
Os perfis pessoais têm um limite de 5.000 amigos. Com as Páginas você pode adicionar um número ilimitado
de pessoas que podem se tornar futuramente em potenciais clientes.
Os perfis ainda contam com as informações pessoais, como fotos de aniversários de família ou de seu animal
de estimação. Nas Páginas, há somente conteúdo estratégico sobre seu negócio.

DICA: Não misture conteúdo pessoal com profissional, você corre o risco de afastar os seus clientes em potencial.

o aplicativo que será o canal de comunicação de empresas com seus consumidores e uma solução para as grandes e pequenas companhias.
Consultoria E-commerce

WhatsApp para empresas será lançado em breve, o aplicativo que será o canal de
comunicação de empresas com seus consumidores e uma solução para as grandes e
pequenas companhias.

“O WhatsApp simplificou a comunicação para as pessoas no mundo todo. Agora,
queremos aplicar a mesma abordagem ao levar negócios ao WhatsApp de maneira que
crie valor para as pessoas. Estamos entusiasmados em tornar possível conectar pessoas
à empresas de maneira rápida e pessoal”, diz Matt Idema, diretor de operações do
WhatsApp, em nota.

WhatsApp para empresas será lançado em breve
WhatsApp para empresas será lançado em breve

Estará disponível em dois formatos:
um será o WhatsApp Business, voltado a empresas pequenas;
e o outro no formato enterprise, para grandes companhias, que
operam em larga escala como sites de e-commerce, grandes
varejistas, companhias aéreas e bancos. Essa versão contará
também com o selo de verificação para perfis de empresas,    
aparecer vai  que ao lado do nome do contato em sua agenda do celular.

Política de privacidade

Em agosto de 2016, o WhatsApp já havia atualizado a sua política de privacidade para iniciar
os testes da versão corporativa, que foi anunciada em janeiro do mesmo ano.
Na época o WhatsApp deu dicas de que deveria adotar uma estratégia parecida àquela que
vem fazendo o Facebook Messenger – as empresas podem enviar mensagens de alerta para os
usuários compartilhando informações sobre entregas de pedidos, recibo de produtos, dentre
outras, em vez de propaganda.
A mudança é uma forma de capitalizar o WhatsApp. Comprado pelo Facebook em 2014 não gera
receita atualmente, pois não permite anúncios e deixou de cobrar US$ 1 por ano de cada usuário
em janeiro de 2016.

WhatsApp para empresas será lançado em breve, mas a ideia é disponibilizar
o WhatsApp para empresas ao mercado nos próximos meses, o aplicativo de
mensagem avaliará seo sistema é confiável, pois ainda esta em fase de testes.

Consultoria E-commerce

Com os brasileiros cada vez mais comprando pelas lojas virtuais, é ideal que sua empresa trabalhe com formas de pagamento online efetivos.
Encontrar a maneira correta de oferecer a possibilidade de pagamento adequado para seu cliente pode ficar um pouco confuso, entendendo as necessidades da sua empresa e as exigências do seu cliente facilitará esse processo.

O consumidor não esta procurando apenas o preço baixo, o consumidor também busca segurança e confiança em suas compras online.  A escolha de compra do cliente pode estar na escolha da forma de pagamento mais comodo e seguro para ele!
Para que você saiba qual a melhor forma de pagamento para uma loja virtual, a primeira coisa a ter consciência que não existe um melhor ou pior método de pagamento. Privacidade do pagamento, taxas de serviço, e credibilidade do pagamento são alguns fatores iniciais que levadas em conta sua escolha.
Veja algumas dicas a seguir para decidir a melhor opção para o seu negócio!

Qual a melhor forma de pagamento para uma loja virtual

1. Entenda seus clientes

Estudar seu clientes para saber de que maneira eles preferem pagar pelos seus produtos. Se eles preferem parcelar suas compras, se os seus clientes são usuários seguros a fornecer seus dados na internet.
Não adianta pensar em um forma de pagamento que custará pouco para sua empresa se o seu clientes não tem o costume ou não se sente seguro em usá-lo. Conheça o histórico de como seus clientes se comportam no fechamento de suas compras, isso facilitara sua escolha.

2. Conheça seu serviço

Você precisa de acesso rápido ao dinheiro para fornecer o seu serviço, o seu volume de vendas, se você tem possibilidade de estocar seu produto até que o pagamento seja confirmado. Apos implantar um método de pagamento online, entenda a dinâmica do seu serviço para que não ter surpresas futuras em seu fluxo de caixa.

3. Pesquise as taxas de cada método

E muito importante pesquisar as variedades de taxas e custos associados a cada forma de pagamento.
Isso é incluído no custos de instalação, manutenção, mensalidades, taxas por transação, e ai por diante.
Por isso a importância de você analisar qual instituição financeira que vai te oferecer o melhor custo/benefício
antes de tomar sua decisão!

Opções de pagamento online

As principais formas de pagamento online no e-commerce brasileiro são o cartão de crédito, boleto bancário e o PayPal. O cartão de crédito é o mais usado, permite parcelar as compras e tem a compensação do pagamento mais rápida. Porém, o repasse do valor é demorado e a instalação pode vir a ser burocrática. Temos também o boleto bancário, bastante usado no Brasil, por ser considerado mais seguro pelos clientes o cartão de credito possui as menores taxas. No entanto, sua confirmação do pagamento é lenta. Já o PayPal  bastante usado no mundo, ainda uma novidade no Brasil. Com o paypal você pode sacar o pagamento realizado a qualquer momento, porem sua taxas podem ser maiores que as das outras opções de pagamento.

Consultoria E-commerce

Muitas pessoas ainda tem medo de fazer compras pela internet, e de usar
intermediadora de pagamento. O paypal vem para mostrar que e seguro e confiável
fazer uma compra ou venda pela internet. Vamos tentar explicar de modo que você
entenda o que éPaypal e como funciona.

Para quem ainda não conhece o PayPal, e uma intermediadora de pagamentos on-line
simples e segura de usar, basta criar uma conta gratuita no sistema, informar os
dados de seu cartão de crédito, Visa ou Mastercard, é possível também cadastrar uma
conta bancária do HSBC, Itaú, Santander e Citibank para compras em sites brasileiros.
Somente o usuário do programa vai ter acesso a informações do cartão de crédito e da
conta bancária, nem mesmo o vendedor vai ter acesso a essas informações. Outras garantia que o
usuário tem e que, se ele não receber o produto, ou, algum pagamento indevido, o cliente terá
seu dinheiro reembolsado.
Em sites brasileiro as compras são gratuitas, mas já em site do exterior haverá cobrança, devido a
conversão da moeda ou imposto.

O que é Paypal e como funciona?

Você pode usar as seguintes formas de pagamentos, Cartão de credito, Saldo paypal,
pagamentos com a conta bancaria e cartão pre pagos. O PayPal ainda não trabalha com a opção
de pagamento via boleto bancário. Em um futuro próximo, essa opção será incluída nas formas
de pagamento, facilitando ainda mais as suas compras e vendas.
Com a sua conta já criada, você pode melhora seus negócios, recebendo dinheiro,
de vendas, pagamento de serviços, com o dinheiro em sua conta, você realiza
pagamentos por meio de débitos.

O paypal se destaca logo que é aberto, na primeira tela, aparecerá as últimas transações
realizadas em sua conta, isso para quem precisa fazer uma consulta rápida sobre algum pagamento
que não lembra o destinatário, caso queira olhar com mais detalhes os pagamentos e recebimentos
da conta, basta tocar em “Exibir tudo”. Para os consumidores on-line, ter uma conta no Paypal é
extremamente vantajoso e agora que já sabe o que é paypal e como funciona, é só se cadastrar e
fazer suas compra com facilidade e segurança.

Consultoria E-commerce

Conteúdo para e-commerce

O raciocínio que baseia a estratégia de conteúdo para e-commerce
é apresentar o máximo possível de informações sobre o assunto, o negocio,
o nicho de mercado, os meios de pagamentos, e explicar o que
for necessário, par que a pessoa não tenha de sair do ambiente
da loja. Quem compra quer ter um capricho, ter gente para ”arrumar
a vitrine”, preparar tudo para vender. Quando as vendas estão fortes,
porém, esse tipo de preocupação fica em segundo plano. Com o
amadurecimento do mercado, esses aspectos ganham importância.

Estratégias de conteúdo para e-commerce

Vamos começar com base em 4 pilares que são:

–CONTEÚDO SEMÂNTICO: é aquele que descreve o produto ou loja
virtual como são realmente. São usados nas paginas dos produtos,
com informações técnicas como tamanho, peso e medidas. Também
descrevem funcionalidades, por exemplo, ”ideal para casa de praia
ou campo”. O conteúdo semântico também é o que descreve
características das lojas virtuais. As paginas de ”Quem somos”, ”Como
comprar”, ”Política de privacidade alguns exemplos de páginas especias.

–CONTEÚDO SOCIAL: é aquele que faz que o consumidor encontre a
loja no momento em que esta sobre algum assunto relacionado àquele
produto. Uma loja de artigos de peca, por exemplo, pode publicar
conteúdo social em seu blog que fala sobre uma viagem ao pantanal ou
a uma exposição de barcos, por exemplo.Mantenha uma proporção de 70/30.
Publique 70% (setenta por cento) de conteúdo informativo útil ao leitor e
30% (trinta por cento) de conteúdo comercial, chamando o leitor direto para
a pagina do produto da loja virtual.

–CONTEÚDO VISUAL: são as fotos dos produtos, os videos demonstrativos,
os banners das ofertas e das paginas de categorias e os selos e certificações
que a loja virtua tem. As imagens dos meios de pagamentos (bandeiras de
cartões de crédito, bancos e boletos bancários, por exemplo), também são
conteúdos visuais.

–CONTEÚDO COLABORATIVO: também chamado de conteúdo 2.0, ou conteúdo
gerado pelo consumidor, são depoimentos, opiniões, comentários e avaliações
feitas pelos consumidores e que a loja virtual deve, de alguma forma, concentrar e
disponibilizar para que ajude outros consumidores a se decidirem pela compra.

Ao seguir essas estratégias de conteúdo para e-commerce você consegue
resultados constantes que garantem posicionamentos nos mecanismos de busca
para sua empresa.

Consultoria E-commerce
SEO conteúdo, quantidade e qualidade

SEO conteúdo, quantidade e qualidade, a informação disponível
deve ser suficiente. Não ache que o conteúdo do fabricante ou do
fornecedor basta. Muitas lojas virtuais oferecem na pagina de
informações do produto nada mais do que a descrição que aparece
na nota fiscal. Não é a maneira que um website vendedor deve se portar .
Outros usam o ”copiar e colar”, o que é ainda pior, pois pode trazer
erros de grafia, concordância, faltando pedaços e além disso,
lembe-se de que o Google não gosta de conteúdos copiados.
É preciso se diferenciar, no SEO conteúdo, qualidade e quantidade,
dar personalidade, envolver o leitor, descrever quase que poeticamente
e oferecer mais do que simplesmente informações técnicas.

Com o aumento nos custos das mídias digitais, o conteúdo será, cada vez
mais, uma parte importante da venda de produtos e serviços online.
O raciocínio que baseia a estratégia de conteúdo é apresentar o máximo
possível de informações sobre o assunto, o negócio, o nicho de mercado,
os meios de pagamentos , e explicar o que for necessário, para que a pessoa
não tenha de sair do ambiente da loja. Quem compra quer informação  e
precisa sentir-se confortável. É preciso ter capricho, ter gente para
” arrumar a vitrine”, preparar tudo para vender. Quando as vendas estão fortes,
porem, esse tipo de preocupação fica em segundo plano. Com o amadurecimento
do mercado, esses aspectos ganham importância.
Os pilares para esses conteúdos são:

⇒ Conteúdo Semântico
⇒ Conteúdo Social
⇒ Conteúdo Visual
⇒ Conteúdo Colaborativo

  • Para se entender melhor sobre essa estrategia
    sobre SEO conteúdo, quantidade e qualidade leia mais em eyagencia.com.br
    outros post relacionados a SEO.
Consultoria E-commerce
Sabedoria ao usar o e-mail

Comunicação no Século da internet em geral significa usar o e- mail,
e este apesar de extraordinariamente útil e poderoso, costuma inspirar
um temor monumental em humanos felizes e otimistas. Aqui estão nossas
regras pessoais para minimizar essa sensação de mau agouro.

1- Responda logo. há pessoas que você sabe que responderão prontamente
aos e-mails e há aquelas com quem não dá para contar. Tente fazer arte do
primeiro grupo. A maioria das melhores – e mais ocupadas – pessoas que
conhecemos respondem depressa aos e-mails não para nós ou para alguns
remetentes seletos, mas para todo mundo. Ser ágil nas respostas gera um ciclo
positivo de comunicação, e o resultado é que sua equipe e colegas ficarão mais
propensos a incluir você em discussões e decisões importantes.
Além disso, ter a agilidade nas respostas para todo mundo reforça a cultura plana
que você esta tentando estabelecer. As respostas podem ser bem curtas – ”entendi” é uma das
nossas favoritas. e quando você confia na sua capacidade de responder logo, as
pessoas sabem exatamente o que significa uma não resposta. No nosso caso,
costuma ser ”entendi, prossiga”. Isso é melhor do que o significado de uma não
resposta da maioria das pessoas : ”Estou assoberbado e não sei quando ou se vou
ler a sua mensagem; portanto, se você precisar da minha opinião, vai ter que esperar
no limbo um pouco. Além disso, eu não gosto de você ”.

2- Ao escrever um e-mail, cada palavra importa,mas conversa inútil, não.
Seja conciso se esta escrevendo um problema, defina-o com clareza. Fazer isso
exige mais tempo, não menos. É preciso escrever um rescunho, depois revisá-lo
e eliminar quaisquer palavras desnecessárias. pense na resposta do falecido
romancista Elmore Leonard á pergunta sobre seu sucesso como escritor:
”Eu deixo de fora os trechos que as pessoas pulam.”
A maioria dos e-mails é repleta de coisas que as pessoas pulam.

3- Veja os e-mail por ordem da caixa de entrada: o último a entrar é o primeiro a sair.
As vezes, as coisas mais antigas são resolvidas por outra pessoa.

4- Lembre-se de que você é um roteador. Quando receber uma mensagem com
informação útil, considere quem mais poderia se interessar também. No fim do dia,
reflita sobre os e-mail recebidos e se pergunte: ”O que eu deveria ter encaminhado,
mas não encaminhei,?”

5- Quando usar o recurso cco (cópia oculta), pergunte-se o motivo disso. A resposta
quase sempre é que você quer algo, o que é contraproducente e um gesto potencialmente
desonesto em uma cultura de transparência. Quando essa for a sua resposta, copie a pessoa
de forma aberta ou não copie.
O único caso em que recomendamos o recurso da cópia oculta é quando se esta removendo
alguém da discussão. Quando for ”responder a todos” e, uma longa série de e-mails, transfira
as pessoas que não são mais relevantes para a discussão para o campo cco e declare na
mensagem que fez isso. Elas ficarão aliviadas de ter uma mensagem irrelevante a menos
lotado a caixa de entrada.

6- Ajude a sua versão do futuro a encontraras coisas. Se receber algo que talvez possa
querer usar depois, envie para si mesmo com algumas palavras-chave que descreveram
o conteúdo. Pense consigo mesmo: ”Como vou procurar por isso mais tarde?” Depois,
quando procurar, provavelmente usará esses mesmos termos de busca. Isso não se milita
aos e-mails: aplica-se também a documentos importantes.

DESIGNED BY EyAgencialogo
Back to Top